i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Paraná S.A

Foto de perfil de Paraná S.A
Ver perfil
São José dos Pinhais

Reestruturação da Volkswagen pode mexer em quadro de funcionários no Paraná

  • 20/08/2020 20:33
Pátio da Volkswagen, em São José dos Pinhais
Pátio da Volkswagen, em São José dos Pinhais| Foto: Brunno Covello/Arquivo/Gazeta do Povo

O impacto econômico da pandemia deve mexer com uma das indústrias mais importantes instaladas no Paraná. A Volkswagen do Brasil confirmou nesta quinta-feira (20) que está negociando flexibilização e revisão de acordos coletivos com funcionários de suas fábricas no Brasil, incluindo a de São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba. A unidade emprega mais de 2 mil de um total de 15 mil funcionários no país.

A negociação, de acordo com alguns sindicatos de metalúrgicos, pode afetar 35% dos trabalhadores empregados – o que resultaria em uma possível demissão de 5 mil pessoas nas quatro plantas brasileiras (além da paranaense, as de São Bernardo, Tabaté e São Carlos, em São Paulo).

No Paraná, no entanto, a situação pode ser mais truncada, já que a empresa firmou acordo coletivo em 2016 que estabelecia regime de preservação de empregos por cinco anos (até 2021), de acordo com o Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba. A entidade aponta que ainda vão analisar a proposta da empresa, mas que lutará para que o acordo de manutenção de postos seja cumprido até o final.

Mau momento para a venda de veículos

À reportagem, a Volkswagen do Brasil confirmou que há um “processo de negociação com os sindicatos das fábricas em São Bernardo/SP, Taubaté/SP, São Carlos/SP e São José dos Pinhais/PR avaliando em conjunto medidas de flexibilização e revisão dos acordos coletivos vigentes para adequação ao nível atual de produção, com foco na sustentabilidade de suas operações no cenário econômico atual, muito impactado pela pandemia do novo coronavírus”.

A montadora indica ainda números de venda para sustentar a negociação “Segundo a Anfavea [Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores], a produção de veículos da indústria brasileira deve cair 45% em 2020 e a recuperação do mercado, com queda prevista de 40% em relação a 2019, é projetada só para 2025”.

2 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 2 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • A

    Anderson

    ± 1 horas

    Triste notícia... Mas baixar os preços não querem né.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    Afonso

    ± 3 horas

    Quando as pessoas vão perceber que o momento que vivemos é de mudanças? As coisas não serão mais como antes...

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

Fim dos comentários.