i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Pedro Menezes

Foto de perfil de Pedro Menezes
Ver perfil
Educação

Seu prefeito foi bem no Ideb?

  • Por Pedro Menezes
  • [15/09/2020] [21:44]
Eleitores devem ficar atentos aos resultados do Ideb da sua cidade para cobrar os prefeitos nas urnas em novembro.
Eleitores devem ficar atentos aos resultados do Ideb da sua cidade para cobrar os prefeitos nas urnas em novembro.| Foto: Aniele Nascimento/Arquivo Gazeta do Povo

Saiu o Ideb. Deveria ter sido o grande assunto dos jornais na semana. Ideb é o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica. A cada dois anos, todas as escolas públicas do Brasil são avaliadas pelo Estado. O desempenho de cada escola, das redes municipal e estadual, da cidade, do estado e do país, é resumida num número – o Ideb. Com o dado, é possível comparar instituições e gestores públicos. O resultado de 2019 saiu na semana passada. Você ouviu falar sobre o assunto?

No Brasil em que eu gostaria de viver, os pais e alunos ao redor de cada escola dão grande importância ao Ideb. A nota impacta a vida em comunidade e é motivo de preocupação (ou orgulho) dos cidadãos envolvidos. Da mesma forma, os eleitores do Brasil onde eu gostaria de viver se informam sobre o Ideb e cobram explicações dos prefeitos, governadores e secretários de Educação. Para facilitar as cobranças, o Ideb tem metas específicas, ajustadas ao contexto local, para que possamos avaliar cada escola, região e rede de ensino. O debate público precisa honrar a existência de uma ferramenta tão boa.

Os eleitores de São Paulo, por exemplo, precisam debater por que a rede municipal da maior cidade do país tem um Ideb inferior ao de Sobral, no interior do Ceará. A culpa não é só de Bruno Covas: em 2013 e 2015, na gestão Fernando Haddad, São Paulo também estava atrás de Sobral. Nos anos finais do ensino fundamental, o Ideb da rede municipal paulistana está abaixo da meta desde 2007. Kassab, Haddad e Doria/Covas devem explicações por este fracasso.

O Rio está numa situação ainda pior. Ao menos, São Paulo cumpre a meta dos anos iniciais do ensino fundamental. A rede municipal do Rio de Janeiro fica abaixo da meta nos anos iniciais e finais. Marcelo Crivella tem explicações a dar: até 2015, o Rio cumpria a meta dos anos iniciais. Foi a partir da atual gestão, no Ideb de 2017, que os resultados ficaram abaixo do projetado, um cenário repetido em 2019. Os cariocas vão perdoar o prefeito? A situação do Espírito Santo é de igual gravidade. Tanto em Vitória quanto em Vila Velha, as redes municipais estão abaixo da meta nos dois estágios do ensino fundamental.

Alexandre Kalil é outro que deve explicações. Na rede municipal de Belo Horizonte, o Ideb dos anos finais do ensino fundamental piorou – foi de 4,9 em 2017 para 4,7 em 2019. Desde 2013, ainda na gestão anterior, a cidade está abaixo da meta no final do ensino fundamental. No início, assim como ocorre na maior parte do país, a meta é cumprida.

Na Região Sul, a rede municipal das três capitais registraram piora no Ideb dos anos finais do ensino fundamental e nenhuma cumpriu a meta nesse estágio. Nos anos iniciais do ensino fundamental, Curitiba e Florianópolis cumpriram a meta, ao contrário de Porto Alegre.

No Centro-Oeste, Cuiabá e Goiânia alcançam um feito: as duas redes municipais bateram a meta nos anos finais e iniciais do ensino fundamental. Trata-se de um feito sem equivalente na região Centro-Sul do país. Afinal, Campo Grande amarga o cenário oposto: está abaixo da meta nos dois estágios do ensino fundamental.

Uma boa notícia vem do Nordeste: as duas maiores cidades da região, Salvador e Recife, superaram o desempenho de 2017 e bateram a meta dos anos finais do ensino fundamental em 2019. Nos anos iniciais, as duas cidades também batem a meta. A mesma situação se observa em Fortaleza, Maceió, João Pessoa, Teresina. Ou seja, dois terços das capitais nordestinas baterão as duas metas, superando todas as cidades do Sudeste e Sul.

São Luís, Natal e Aracaju são os destaques negativos. Nessas cidades, nenhuma das metas foi batida. No Norte, Manaus e Palmas atingiram suas metas em ambos os estágios, sendo as únicas da região a alcançarem o feito.

Todas as eleições municipais precisam tratar os números do Ideb como evidência de primeira importância. Prefeitos incumbentes são obrigados a explicar onde estão e como pretendem avançar. Vale lembrar que os municípios cuidam da educação em estágios mais iniciais, justamente o período mais importante e com maior retorno social.

Nas colunas, sempre repito o mesmo clichê: reclamar da inversão de prioridades no debate público brasileiro, deste ambiente onde uma hashtag passageira gera mais pauta do que números importantes para a política pública. O caso do Ideb é particularmente gritante. Pouco se discutiu sobre a divulgação dos números, apesar da extrema relevância destes para o debate eleitoral dos próximos meses.

As redes sociais tem repercutido, desde o início da pandemia, o slogan “Defenda o SUS”. A ideia é valorizar uma política pública com grande impacto na vida nacional, capaz de dignificar parcelas excluídas na sociedade. Sugiro uma nova versão: “Discuta o Ideb!”.

Formadores de opinião, políticos, diretores de escola e professores precisam conversar sobre o Ideb, apresentar explicações sobre o passado e caminhos para o futuro. Nas padarias, pais e mães de alunos da mesma escola deveriam discutir a escola da comunidade e seu desempenho. A valorização do Ideb como assunto cotidiano seria o sintoma de que vamos na direção que as democracias liberais devem seguir, com a contínua melhoria das políticas públicas através do debate racional. Discuta o Ideb. Considere os números da sua cidade antes de ir à urna. O país agradece.

P.S. – O resultado completo do Ideb pode ser acessar no site http://ideb.inep.gov.br/.

13 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 13 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • R

    Rosevaldo Fontanella

    ± 21 minutos

    Parabéns a Laranjeiras do Sul, onde tem médias acima do Paraná e muito acima da média brasileira. Isso é reflexo de investimento correto.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • W

    Walter

    ± 4 horas

    Muito conveniente a matéria, tendo em vista as eleições. Candidatos à prefeitura de Curitiba já foram entrevistados, mas não tiveram oportunidade de falar mais a fundo sobre ensino. GP poderia entrevistá-los novamente sobre esse assunto em especial, dado sua importância para a sociedade.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    ALCIONE PRA

    ± 5 horas

    EU NÃO TENHO PREFEITO, MINHA RUA É UM QUEIJO SUÍÇO, ASFALTO NOVO SÓ É FEITO EM RUAS JÁ ASFALTADAS. GRECA SÓCIO DO GULIN, ZERO PRA VOCÊ !

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • G

    GUSTAVO

    ± 5 horas

    Fiz uma busca pela palavra Ceará no texto: apenas uma referência. Além de ser a única, ainda o destaque é para São Paulo. Por obvio que o autor, neoliberal convicto, seguidor do Paulo Guedes, não iria dar o braço a torcer e reconhecer que um dos Estados mais pobres do Brasil consegue ter o melhor IDEB longe da farsa neoliberal que ele defende. Ceará tem o IDEB pq o ESTADO investe em educação e não fica com o papo furado e criminoso de estado minimo ou cidadão máximo, como disse o Amoedo.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • P

    Pindorama

    ± 6 horas

    Pelo número de comentários dá para se ter uma ideia do interesse que o assunto desperta!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • D

    DENISSON HONORIO DA SILVA

    ± 7 horas

    Parabens, estamos em uma situação degradante. Não há nenhuma justificatica para descalabro. Principalme aqueles mais que surrados. Salários baixos dos professores, estrutura inadequada, desigualdade social. Não dá mais. Ceará tem tudo isso. Então sobra comprometimento e material didático adequado para alfabetização. Não é construtivistas, freirianos, piagistas, marxistas, maoistas?

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    Marcus Pinheiro Machado

    ± 9 horas

    mas foi muito mal da contrução inacabada da trincheira da Mario Tourinho.Dois anos e meio!!!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • L

    Luiz Solrac

    ± 10 horas

    É exatamente isso, pode se falar o que quiser sobre ideologias e policitos, mas o que temos que analisar é a entrega de cada um. No Nodeste de ACM Neto à Familia Ferreira Gomes, ambos possuem boas entregas no quesito educacional. É fenomenal o desempenho de um estado tão pobre quando o Ceará, que só cresce ao longo dos anos. É preciso entender como tranformar isso em menos violência nas cidades. Talvez somente a proxima geração colherá os frutos disso.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • P

    Pindorama

    ± 11 horas

    Tivéssemos dado a devida prioridade à educação nos últimos trinta anos, hoje não precisaríamos de Bolsa Família, não teríamos queimadas na Amazônia, a criminalidade seria baixíssima, o sistema de saúde seria viável, tantas outras mazelas de que padecemos estariam resolvidas. Mas não! A prioridade é fundo partidário, salário do judiciário, voto obrigatório, discussão de ideologias anacrônicas, polarização política e por aí vamos, sem rumo, ou rumo ao nada! Perdemos o bonde da história.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • D

    Dimas N

    ± 15 horas

    Excelentes, tema e matéria, Votei no Brizola, contra todos os outros meus princípios, por ele levantar a bandeira da educação básica. É fundamental um bom desempenho dos alunos nesta fase da educação.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • N

    Nissim lopez

    ± 15 horas

    Excelente abordagem de um assunto muitas vezes relegado a segundo plano e essencial para as pretensões de desenvolvimento de nosso país.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • J

    João Carlos Carvalho

    ± 17 horas

    Um dos melhores artigos que eu li ! Países , estados e municípios que descuidam da educação básica de suas crianças estão destruindo o seu futuro ! O eemplo asiático é bem elucidativo e serve de modelo para os brasileiros !

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • E

    Enir Maria Palandi

    ± 18 horas

    Artigo para ficar em grande destaque na edição de hoje!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

Fim dos comentários.