i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Planeta Web

Ver perfil

Um passo à frente

  • PorEquipe Gazeta do Povo
  • 14/09/2013 23:59
Foto: Reuters
Foto: Reuters| Foto:
Foto: Reuters

Foto: Reuters

Quando o mundo já estava na iminência de ver os Estados Unidos invadindo a Síria e deflagrando um conflito de proporções inimagináveis, eis que o governo russo de Vladimir Putin (foto) surgiu com uma proposta de acordo entre as partes. Na avaliação de Steven Rosenberg, jornalista da BBC News, os russos deram um passo à frente dos EUA. “Enquanto o presidente Obama foi acusado de dar meias-voltas e ziguezagues, desenhar linhas vermelhas e demorar para agir, o presidente Putin foi tão sólido e inabalável quanto as paredes do Kremlin: se opôs de forma consistente a um ataque norte-americano”, resumiu Rosenberg.

“Os EUA deverão culpar apenas a si mesmos se as denúncias de espionagem derem origem a uma nova série de teorias da conspiração.”

Do jornal Financial Times.

Teorias da conspiração

Um boato que circulava por e-mail há alguns anos dava conta de que os Estados Unidos havia se apoderado sorrateiramente de parte da Amazônia. A lenda urbana foi usada pelo jornal norte-americano Financial Times para abordar as recentes denúncias de espionagem dos EUA sobre o Brasil e a Petrobras, em cujas mãos está a reserva petrolífera do pré-sal. “Os EUA deverão culpar apenas a si mesmos se as denúncias de espionagem derem origem a uma nova série de teorias da conspiração”, ironiza o jornal.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.