i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Ricardo Amorim

Foto de perfil de Ricardo Amorim
Ver perfil
Vozes

Reforma tributária? Que reforma tributária?

  • Ricardo AmorimPor Ricardo Amorim
  • São Paulo
  • 24/07/2020 21:19
Paulo Guedes
A equipe de Paulo Guedes apresentou um “remendo tributário”, diz Ricardo Amorim.| Foto: Isac Nobrega/PR

Por diversas vezes, elogiei propostas de Paulo Guedes e sua equipe. Não é o caso hoje. A proposta de reforma tributária do governo é uma decepção. Para ser franco, o que o governo propôs até agora merece, na melhor das hipóteses, ser chamado de remendo, não de reforma. Por medo de não conseguir aprovar uma verdadeira reforma no Congresso - como as PECs que já estão na Câmara e no Senado há tempos - o governo preferiu fatiar a reforma. Ainda que longe do ideal, até se poderia aceitar esta estratégia, se ela começasse pelo essencial. Não é o que aconteceu.

A proposta de unificar PIS e Cofins, criando a Contribuição Sobre Bens e Serviços (CBS) com uma alíquota de 12% é péssima. Para começar, ela elevaria absurdamente os impostos para o setor de serviços e comércio - os mais negativamente impactados pela pandemia - incluindo hotéis, restaurantes, transporte aéreo e educação.

Todas as empresas que trabalham em regime de lucro presumido passariam a pagar uma alíquota de 12% de seu faturamento com a CBS. Hoje, pagam um total de 3,65% de PIS + Cofins.

A reforma deveria simplificar nosso manicômio tributário, mantendo a carga constante. A proposta apresentada pouco simplifica o sistema e mais do que triplica a carga tributária para setores já em dificuldades. Mantida como está, resultará em um grande aumento de falências e de desemprego.

Para realmente simplificar nosso sistema tributário, ICMS e ISS não poderiam ficar de fora da reforma.

Além de ineficiente, a proposta de reforma tributária é injusta. Enquanto a grande maioria das organizações pagaria 12% de CBS, instituições financeiras pagariam 5,8%, partidos políticos, sindicatos, igrejas e outros pagariam absolutamente nada. Se a ideia é unificar a alíquota, não deveríamos ter uma alíquota menor, mas que realmente todos pagassem?

Talvez ainda mais grave, ao invés de reduzir a injustiça de que os mais pobres pagam proporcionalmente mais impostos no país, a proposta enviada ao Congresso piora o problema.

Ao elevar os impostos e preços de serviços, a proposta aumentará o total de impostos sobre consumo, impactando mais significativamente o orçamento dos mais pobres, que gastam toda a sua renda com consumo, do que o dos mais ricos, que conseguem separar uma parte da renda para poupança.

Para piorar, mais para frente, o governo pretende criar uma nova versão da CPMF.

Como disse antes, esta equipe econômica tem trazido uma série de propostas importantes para acelerar o crescimento e tornar o país mais justo. Esta proposta de reforma tributária não está entre elas. Como sociedade, o melhor que podemos fazer é abortar essa proposta de reforma tributária, focarmos a agenda econômica na reforma administrativa e no programa de privatizações - que são excelentes - e daqui a algum tempo, retomarmos a discussão de uma reforma tributária digna do nome, como, por exemplo, o projeto de Bernard Appy que já está no Congresso.

29 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 29 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • M

    MICHAEL GUSTAV ADOLF MULL

    ± 16 dias

    Diz o ditado popular que o elefante deve ser comido em pedaços. Na "Reforma Tributária" , come-se a primeira fatia e o resto é comido pela putrefação. Não fomos obrigados a engolir o sapo barbudo? Que se faça o mesmo com a reforma...Faça de uma vez , bem feito.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    Mauricio Conde

    ± 18 dias

    Esse projeto do Guedes é bem ruim mesmo. Está mais para uma "puxada tributária" do que reforma. Bom artigo do Amorim.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • Y

    Yuri Nunes

    ± 18 dias

    Na realidade este texto não explica que 12% é crédito como no IVA. Mas concordo que fiquei decepcionado com a proposta do governo. Esperava algo a altura da pec 110 senado e 45 deputados. Governo é governo e agora está com o pires na mão.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • S

    Sr. Walker

    ± 18 dias

    De Posto Ipiranga o Guedes virou posto sem bandeira, agora fornece combustível adulterado.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • F

    F TOSIN

    ± 18 dias

    Lembrem-se este governo já aumentou a aliquota do SIMPLES NACIONAL em janeiro de 2019 em 59,9% (CRIME) já autorizou o aumento da base de cálculo da SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA de 43% para 76% e agora quer aumentar o PIS/COFINS de 3,65% para 12%. TRAIÇÃO ELEITORAL. ACORDA BRASIL!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • J

    joão José Augusto Mendes

    ± 18 dias

    Muito fácil falar e criticar quando não se tem a responsabilidade de fazer acontecer. Em 2022 eleja melhor seus representantes e de preferência aqueles alinhados ao programa do candidato a presidência, isso evita um monte de baboseiras, mas daí talvez não se tenha o que publicar.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    Manfred Schmid

    ± 18 dias

    Pena O Amorim era bom economista, mas precisa de mais sensibilidade política, e não o seu atual politicamente correto. Acho que recebeu aporte do Soros.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • J

    Joviana Cavaliere Lorentz

    ± 18 dias

    Uma real reforma tributária só após a reforma administrativa e política. São essas duas últimas que vão fechar as torneiras que inviabilizam o país.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • W

    WALMOR SERGIO NIED

    ± 18 dias

    Realmente não é uma boa proposta. Já estamos saturados de proposições medíocres que nada resolvem. Sonhamos com uma verdadeira reforma tributária que englobe todos os impostos.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • L

    Luiz

    ± 18 dias

    Economia é como aquele aparelhinho chamado caleidoscópio ... cada girada do tubo a imagem se transforma completamente ... umas bonitas, outras nem tanto ... todo mundo é especialista neste brinquedo, basta girar, não requer nenhum conhecimento !!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • F

    Felipe Costa

    ± 18 dias

    Caro articulista, é impressionante a sua desonestidade intelectual. PIS e COFINS são um dos poucos tributos que não constam diretamente do Texto Constitucional. Assim, a sua alteração por lei é muito mais simples e também não depende dos demais Entes da Federação. Os principais tributos estão lá na Constituição que só pode ser alterada por PEC. E como o próprio governo esclareceu, essa é uma primeira parte. Ainda tem que negociar o resto com 26 estados, DF e mais de 5.000 municípios. Não dá para tirar conclusões antes da obra terminar. Um último ponto: qualquer reforma vai onerar um determinado setor, mas, se o sistema for simplificado, o ganho no longo prazo será muito maior.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • J

    JOSMAR PORTUGAL VAZ

    ± 18 dias

    Essa reforma tributária é uma grande mentira. Não fala na redução da tabela do IR que o PR tanto prometeu . Não fala em diminuir os gastos públicos , como salários absurdos de vereadores e tantos outros que não dá nem pra falar. É pra terminar voltam com a tal CPMF , ou similar, O imposto em cascata , covarde que só deu certo no Brasil . Pura brincadeira. Esse Paulo Guedes , sinceramente, é igual aos outros : só sabe aumentar impostos, só governa para os bancos , não cobra impostos de partidos que recebem milhões e milhões, nao corrige a tabela do IR . Enfim , só mudou o rótulo . A carga tributária é cruel e a classe média paga a conta . Guedes é um palhaço do posto Ipiranga.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • S

    Sérgio Guerra

    ± 18 dias

    Eu nao li a proposta mas ela nao deve estar baseada só em pis e Cofins. Que ***** de matéria é esta?+

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • N

    Nm

    ± 18 dias

    Ricardo Amorim esquece que a responsabilidade de legislar é do CONGRESSO NACIONAL... mas esse não tem competencia suficiente para elaborar uma simples portaria. Exemplo disso é a complexa legislação que temos hoje! uma verdadeira loucura quando se trata de legislação estadual.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • F

    FELIPE FERREIRA DOMINGUES

    ± 18 dias

    AUMENTOU TRIBUTOS CARA DE PAU! ISSO É O LIBERALISMO DO GOVERNO???

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • L

    LUIZ CARLOS SANCHES

    ± 18 dias

    Parece que a tributação sobre a movimentação financeira possui muito mais vantagens que desvantagens: alíquota baixa, arrecadação rápida, fácil de cobrar, difícil de sonegar, baixo impacto inflacionário, menor distorção econômica, incidência equitativa em todos os setores, e pode vir em substituição a vários tributos. A principal distorção seria o tributo se regressivo (por se indireto e não direto, como o IR), e a suposta possibilidade de aumento de preços, mas ressalve-se que não se percebeu redução de preços quando foi extinta a CPMF. Atente-se que não é normal o fornecimento de notas fiscais por aí. Como combater isso? É de se perguntar por que os políticos em sua maioria são contra.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    2 Respostas
    • A

      Antônio Carlos

      ± 18 dias

      Mais uma jaboticaba, Ela não existe em nenhum lugar do mundo, mas aqui é solução .

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • N

      Nm

      ± 18 dias

      Na minha avaliação a CPMF foi extinta porque era uma ferramenta da RFB que detectava a sonegação.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • T

    TIAGO SILVA

    ± 18 dias

    Perfeito R.A., Guedes tem nosso apoio, mas essa reforma tributária está longe de ser boa e apenas deu municao aos opositores. Melhor aquine reconhecer a derrota, e avançar com uma nova proposta

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • C

    Carmo Augusto Vicentini

    ± 18 dias

    Para apresentar essa droga de proposta de reforma tributária do governo não é preciso frequentar a escola de Chicago.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    Mário Kume

    ± 18 dias

    Gostei muito da reportagem e principalmente do termo manicomio tributário. Não sou economista mas somos um pagador obrigatório dos impostos em efeito cascata em todos os sentidos. A reforma tributária de fato jamais acontecerá por razões obvias. O que se tenta conseguir agora é como mandar um pneu estragado para o borracheiro e ele passar um tinta preta e entregar para continuar rodando... vai dar zebra com certeza.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • G

    Gilberto Hey

    ± 18 dias

    Muito, mas muito superficial. E as contrapartidas?

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    Alan Z

    ± 18 dias

    Desculpe mas sua análise está completamente equivocada. Há no artigo uma série de inconsistências técnicas absurdas. Procure se informar melhor com um tributarista antes de escrever. Está prestando um desserviço com tanta disseminação de informação errada.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    4 Respostas
    • A

      Alan Z

      ± 17 dias

      Ricardo Munhozdarocha Guimarães: Minha opinião é que o autor usou de má-fé intelectual para ludibriar a opinião pública ao brincar com números ao invés de explicá-los. A simplificação e unificação do PIS/COFINs não é nenhuma novidade e já é discutida desde 2017. Paulo Guedes de forma inteligente fatiou a reforma em 4 partes visando facilitar a aprovação na Câmara. Ao contrário do autor, aqui sem viés político, o projeto pode até estar longe do ideal mas é só um ponta pé inicial do que está por vir e de longe muito mais do que qualquer governo anterior ousou fazer.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • A

      Alan Z

      ± 17 dias

      1) Ignora o fato de o novo tributo ser não cumulativo, ou seja, o 12% pago na entrada pode ser descontado do valor devido na saída, logo, a carga tributária efetiva é bem menor do que mencionado 2) Mistura abacaxi com laranja ao comparar o regime cumulativo (3,65% sem créditos) com o não-cumulativo (12% com creditos) 3) Afirma que os bancos pagariam menos do que os demais ramos de atividade mas estes recolhem 5,8% no regime cumulativo (em cascata e sem créditos) 4) Afirma que o ramo de serviços e comércio sai prejudicado na reforma mas isso só é verdadeiro para o primeiro enquanto para o segundo acontece o contrário justamente por conta deste mecanismo de creditamento.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • R

      Ricardo Munhozdarocha Guimarães

      ± 18 dias

      Quais seriam suas visões sobre o mesmo assunto? A matéria para mim foi preocupante, apesar de ser um "global" Ricardo Amorin tem reconhecimento como economista.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • J

      Joao vitor vasconcelos araujo

      ± 18 dias

      Qual o erro no artigo Alan? Vc pode apontar?

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • L

    Lucia Haracemiv

    ± 18 dias

    Ricardo Amorim, como sempre Brilhante! Eu admiro o Paulo Guedes, mas essa reforma não trará nenhum benefício, exceto para os bancos!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • L

      LUIZ CARLOS JORGE HAULY

      ± 17 dias

      PEC 110/2019 DO SENADO DA REPÚBLICA  Autor : DAVI ALCOLUMBRE Relator : ROBERTO ROCHA  Idealizador: Luiz C Hauly OBJETIVO CENTRAL: DESTRAVAR A ECONOMIA BRASILEIRA PROMOVENDO O CRESCIMENTO ECONÔMICO SUSTENTADO DO DOBRO DA MÉDIA MUNDIAL, COM INCLUSÃO ECONÔMICA E SOCIAL COLOCAR FIM AO: • EXCESSO DE TRIBUTOS E DE LEGISLAÇÕES CONCORRENTES NA BASE DO CONSUMO, RENDA E NA FOLHA DE PAGAMENTOS (10 onde deveria ter só 1 para o Consumo, um para a Renda e um para a Folha) • EXCESSO DE CARGA TRIBUTÁRIA NA BASE CONSUMO  (49% contra 17% nos EUA e 32% na OCDE) • BAIXÍSSIMA CARGA TRIBUTÁRIA NA BASE RENDA  (21% contra 49% nos EUAe 34% na OCDE)

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

Fim dos comentários.