i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Rolmops e Catchup

Ver perfil

De Caju a Weverton

  • PorFrancisco Camargo
  • 01/08/2016 21:04
De Caju a Weverton
| Foto:

Como se diria em priscas eras, antes tarde do que nunca. Weverton foi convocado para a Seleção pelo técnico Rogério Micale e o Atleticon terá um baita representante nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

Aos 28 anos, o goleiro, que chegou ao Atlético em 2012, vai vestir a camisa do Brasil. Ídolo da torcida, capitão da equipe, dá nome a uma rede de escolinhas de futebol. Craque em campo e fora dele.

A Majestade do Arco

Já que se trata de goleiro de seleção, é imperioso citar Alfredo Gottardi, o Caju, a Majestade do Arco. Aos 27 anos, foi o primeiro jogador do Atlético a ser convocado. Foi em 1942, quando disputou o Sul-Americano, em Montevidéu. Devido à II Guerra, a Copa do Mundo não pôde ser realizada.

Jogando ao lado de Domingos da Guia, Zizinho, Tim e outros grandes nomes da época, Caju foi titular nos cinco jogos e teve atuações destacadas. O Brasil ficou em terceiro lugar, perdendo para argentinos e paraguaios. Porém, Caju guardou agradáveis recordações daquele torneio, conforme registra o site Furacão.com.

– Uma das muitas lembranças foi o cumprimento que recebeu do goleiro argentino Vaca, que atravessou o campo para felicitá-lo após uma defesa excepcional. O Sul-Americano serviu ainda para que ele ganhasse um título e tanto: foi eleito o melhor goleiro da América do Sul.

ENQUANTO ISSO…

 

 

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.