Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Educação Digital
| Foto:

Muitos de vocês, certamente, conhecem alguém que esteja procurando uma vaga no mercado de trabalho, ou que esteja pleiteando mudar de ramo ou de empresa. Bom, início de ano é sempre um período para termos este tipo de conversa.

Atravessamos um momento turbulento no mercado de trabalho em 2020. Iniciamos 2021 com uma perspectiva melhor em relação a contratações formais, contudo não alivia a pressão dos 14 milhões de pessoas que buscam uma nova oportunidade em todo o país. Para se diferenciar neste mar de gente com o mesmo objetivo, a conquista de uma vaga, você precisa ter estratégias inteligentes.

É bem provável que você já tenha lido aqui em nossa coluna, em outros momentos que o seu currículo, neste contexto é o seu ‘cartão de visitas’. Então, precisa estar atraente e atualizado. Mas, para este início de 2021 tenho dado uma dica valiosa para as pessoas que me procuram para saber o que inserir como de diferencial neste documento.

O primeiro ponto a se levar em consideração é: qual tem sido a necessidade das empresas em praticamente todas as áreas nos últimos meses em relação ao perfil das pessoas de suas equipes? Posso afirmar que, além de uma sólida formação técnica, ganhará pontos candidatos que apresentarem afinidade com ferramentas de comunicação online. Ou seja, 2020 foi o ano das lives, das reuniões virtuais, do upload, dowload, dos aplicativos financeiros, dos treinamentos virtuais. Nada de extraordinário, tudo já estava à disposição, mas subutilizado.

Essas ferramentas vieram para ficar. Não serão exatamente 100% utilizadas para as atividades, não acredito nisto. Mas, certamente vão estar lado a lado do relacionamento presencial.

O que quero dizer com isso é:  se você tem essa afinidade, se ao longo do ano procurou utilizar dessas ferramentas, se atualizou, não tenha dúvidas: abra um espaço no seu currículo e coloque essa informação. Em uma eventual entrevista, procure deixar evidente isto ao entrevistador. Se ele não lhe perguntar, naquele momento da conversa em que é aberta a suas considerações finais, diga que você também pode agregar com seus conhecimentos e afinidade. Para este cenário que vivemos isso pode ser um diferencial significativo.

E,  caso você ainda não tenha se atentado a este fato, procure se atualizar, começando estudar e a usar ferramentas já populares de interação. Em pouco tempo estará craque e também poderá colocar em seu currículo. Pode soar como óbvio ou até mesmo algo ‘natural’. Mas, tenho visto muitos currículos bons e que teriam potencial para seguir adiante na seleção serem descartados porque justamente falta essa lapidação, mencionando como se encontra a educação digital do candidato. Pense nisso e aproveite o começo de ano para atualizar seu currículo e conquistar o seu lugar no mercado de trabalho.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]