i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Tubo de Ensaio

Foto de perfil de Tubo de Ensaio
Ver perfil

Ciência, religião e as pontes que se pode construir entre elas

Físicos argentinos contra a picaretagem quântica

  • PorMarcio Antonio Campos
  • [02/06/2017] [12:21]
O físico e "ativista quântico" Amit Goswami volta e meia vem ao Brasil, mas agora foram os cientistas argentinos que resolveram reclamar de uma capacitação educacional organizada por um governo local. (Foto: Divulgação)
O físico e "ativista quântico" Amit Goswami volta e meia vem ao Brasil, mas agora foram os cientistas argentinos que resolveram reclamar de uma capacitação educacional organizada por um governo local. (Foto: Divulgação)| Foto:

As entidades científicas argentinas andam revoltadas com as autoridades educacionais da província de Buenos Aires (que, apesar do nome, não inclui a capital argentina, e sim a região em volta da cidade). Isso porque o governo local chamou o físico e “ativista quântico” Amit Goswami para dar palestras de capacitação a assessores, coordenadores e educadores locais em março deste ano. Os cientistas da Associação Física Argentina lançaram uma carta aberta ao diretor de Cultura e Educação da província, mas até agora não tiveram resposta.

Os físicos estão deixando bem claro que não têm a menor intenção de hostilizar religião nenhuma. Sua crítica, e nisso lhes dou total razão, é à mistureba que Goswami faz entre a mecânica quântica e a espiritualidade. Esse é um tema que já desenvolvi quando se anunciou que o indiano estaria em Curitiba, e o Maurício Tuffani explicou ainda melhor que eu o que tem de errado nessa história, então não há necessidade de repetir tudo agora, basta seguir os dois links acima.

Curioso que, quando fui dar a palestra em Barretos sobre a mitologia da história da relação entre ciência e fé, no fim de semana retrasado, acabei tratando de relance da famosa classificação de Ian Barbour (conflito, independência, diálogo e integração; aliás, preciso escrever com calma sobre isso aqui no blog um dia desses), e citei como exemplo de má integração justamente essa tentativa de misturar física quântica e religião. Que tristeza que esse tipo de coisa continue prosperando por essas bandas.

Pequeno merchan

Além de editor e blogueiro na Gazeta do Povo, também sou colunista de ciência e fé na revista católica O Mensageiro de Santo Antônio desde 2010. A editora vinculada à revista lançou o livro Bíblia e Natureza: os dois livros de Deus – reflexões sobre ciência e fé, uma compilação que reúne boa parte das colunas escritas por mim e por meus colegas Alexandre Zabot, Daniel Marques e Luan Galani ao longo de seis anos. O livro está disponível na loja on-line do Mensageiro, e provavelmente haverá eventos de lançamento que anunciarei aqui no blog, assim que definirmos datas e locais.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.