i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Volta ao Mundo

Ver perfil

Phi Phi, desconstruindo o paraíso

  • 17/01/2013 10:03
Phi Phi, desconstruindo o paraíso
| Foto:
Arquivo pessoal
A cor do mar de Phi Phi realmente impressiona. Por foto parece mesmo um paraíso, mas é preciso ver o que está por trás

Desde que me conheço por gente e que descobri minha paixão por viajar, sempre quis conhecer Koh Phi Phi pelas fotos e reportagens que lia nas revistas, jornais e documentários na TV. Agora, com 2 meses na Tailândia era obvio que um jeito daria para conhecer a Ilha que está no imaginário de tanta gente e certeza de muitos brasileiros como eu.

Combinei com a Ju, minha best friend que está vindo de férias para Tai de nos encontrarmos aqui para passarmos a virada do ano. Saímos de Koh Tao com dor no coração pelo tempo que passamos lá e pelas amizades que fizemos. Afinal de contas, já tínhamos uma vidinha bem gostosa. Íamos para Koh Phangan conhecer a Full Moon Party(como escrevi no último post), mas quando nos demos conta que era final de ano e a festa teria mais de 30 mil pessoas, desistimos na hora.

Arquivo pessoal
Ferry noturno de Koh Tao à Krabi, bizarro mas bom

Pegamos então o bizarro ferry noturno, mas até que confortável, de Koh Tao para Surathani com duração de 8 horas de viagem. De lá pegamos uma mini van até Krabi, mais 2h30, e de lá um ferry até Phi Phi, mais 1h30. Entre viagens e espera demoramos cerca de 15 horas para chegar.

Já no trajeto de Krabi para Phi Phi pudemos perceber como o sul da Tailândia era diferente do Golfo, onde estávamos. A cor da água e a quantidade de ilhas e ilhotas, a formação rochosa, muito diferente e espetacular. Descemos do ferry apinhado de gente e fomos para o hotel Tropical Garden, escolhido no escuro no meio de milhares opções. Bom, nada barato em comparação à Koh Tao, mas para final do ano razoável (80 USD para três pessoas com ar condicionado e água quente).

Arquivo pessoal
Matando a saudade da Ju e dos amigos do Brasil! Amo muito!

Sair de Koh Tao e chegar a Phi Phi foi uma mudança brusca e nem tão agradável quanto eu imaginava. Phi Phi é bem menor que Koh Tao e muito, mas muito mais lotada. Foi frustrante, decepcionante. Nós esperávamos bem mais. Minha expectativa era alta, de um paraíso sem igual, mar maravilhoso tipo ilha dos sonhos que realmente é, mas o contexto é outro. O mar tem uma cor azul turquesa de cinema, mas a quantidade de barcos que atracam ali diariamente desanima qualquer um a entrar na água, a quantidade de turistas também é desestimulante e o pior de tudo é o cheiro e a quantidade de lixo jogado pelas trilhas e esgoto a céu aberto que corre para o mar. Muito, muito triste! O Tsunami que atingiu a ilha no final do ano de 2004 deixou suas marcas e o lixo também ainda é reflexo dele. Pra ajudar pegamos dois dias de chuva forte. Acho que um dia vou ter que voltar para ver se minha impressão muda.

Arquivo pessoal
Maya Beach, do filme “A Praia”, no dia mais cheio do ano, 31 de dezembro.

Mas não desanime! Se você tem o sonho de conhecer Phi Phi, venha sim. Sou da opinião que cada um precisa ver com seus próprios olhos e ter a sua experiência. A nossa impressão é baseada nas coisas que já vimos por esse mundão, e a cada dia estamos ficando mais “seletivos”, digamos assim.

Arquivo pessoal
Parte central de Phi Phi com restaurantes nada tailandeses. A essência da Tailândia definitivamente não está aqui

Phi Phi é bem pequena, tem 28km2 e a parte central, onde está a maior área de circulação fica entre as praias de Ton Sai e Ao Lo Dalam, que são separadas por uma estreita faixa de terra em que se localizam restaurantes, bares, hotéis, pousadas, lojas, mercados etc.(a noite aqui é fortíssima e a gurizada ferve todos os dias até altas horas). Ao norte da Ilha estão os resorts de luxo com praias particulares. Pode ser que lá sim a praia seja mais agradável. Para aproveitar os dias de sol, fomos para Long Beach, que fica mais afastada do píer, tem uma faixa de areia grande e um mar quentinho e transparente.

Arquivo pessoal
Maya Beach, Phi Phi

Ao redor de Phi Phi existem diversas ilhas que podem ser visitadas em passeios de um dia, mas não é possível dormir, porque não são habitadas. Nosso tempo na Ilha era curto e acabamos não indo, pegamos apenas o passeio de meio dia para conhecer Maya Beach, a famosa ilha onde Leonardo Di Caprio gravou o filme “A Praia”. Realmente o lugar é paradisíaco, mesmo com chuva e no dia mais cheio do ano, 31 de dezembro, deu para estalar os olhos e dizer
“maravilhoso”! Outra opção de diversão na ilha é o mergulho. Obviamente que eu e o Seba estávamos ansiosos para, depois de Koh Tao, mergulharmos no Andaman Sea, e foi realmente diferente para mim porque vi pela primeira vez tartarugas e um tubarão Leopardo, muito bonito, mesmo com a visibilidade não muito boa. Se você não tem muito tempo na Tailândia e quer aprender um pouco sobre a culinária local, conhecemos o restaurante e escola de culinária chamada Pum Cooking School que oferece cursos interessantes e como ótimas opções no cardápio para o aluno escolher o que quer aprender.

Arquivo pessoal
Esperando a virada do ano na praia, cheia, mas com companhias maravilhosas. Muito divertido e alegre!
Arquivo pessoal
Que venha 2013!
Arquivo pessoal
Amo demais e passamos dias incríveis matando a saudade!
Arquivo pessoal
Depois de fazer o “Advanced”, experimentando mergulho em Phi Phi
Arquivo pessoal
Ano novo, tattoos novas no maior estilo tailandês: feitas com bambu e sem dor!
Arquivo pessoal
Long Beach, Phi Phi
Arquivo pessoal
Mandando as coisas ruins embora nos tradicionais balões tailandeses… e que venham só coisas boas em 2013!
Arquivo pessoal
Turma infalível e muito parceira, em Maya Beach

********************
Nosso próximo destino: Camboja!
Venha com a gente nessa viagem: raphaeseba@gmail.com e acesse Facebook

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.