Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Enkontra.com
PUBLICIDADE

Imposto

Lobão diz que vai negociar redução de ICMS com Estados

Ministro também destacou que o ICMS é o imposto que mais onera a conta de energia e que uma redução poderia auxiliar a baratear a conta de luz

  • Folhapress
 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

O ministro Edson Lobão afirmou nesta quinta-feira (13) que o governo vai retomar as negociações com os Estados brasileiros para tentar reduzir o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadoria e Serviços) aplicado sobre a tarifa de energia elétrica.

O ministro também defendeu que um aumento no preço dos combustíveis ainda não é um tema que está na pauta imediata do governo. "Não temos como interferir de maneira coercitiva [na decisão dos Estados], mas o governo sempre pode promover uma negociação no Confaz, via Ministério da Fazenda. Há uma reunião [do Confaz] e certamente esse assunto será abordado", disse durante participação do programa 'Bom Dia, Ministro".

Lobão também destacou que o ICMS é o imposto que mais onera a conta de energia e que uma possível redução do percentual aplicado atualmente poderia auxiliar a baratear a conta de luz, inclusive elevando os índices já anunciados no início da semana pela presidente Dilma Rousseff --corte de 16,2% a 28% nos preços pagos por consumidores residenciais e industriais.

Lobão destacou que os Estados são resistentes à mudanças, porque os impactos correspondem diretamente a redução de arrecadação. O próprio pacote para o setor de energia, anunciado pela presidente, já foi o bastante para começar a criar descontentamento nos governos estaduais.

"Os estados estão reclamando. Embora apliquem o mesmo índice de ICMS à conta, por se tratar de uma conta mais barata vão receber menos do que hoje", afirmou Lobão.

Combustíveis

O ministro Edson Lobão também destacou, durante participação no programa 'Bom Dia Ministro' que não há discussões no governo, neste momento, sobre futuros reajustes no preço da gasolina.

Ele destacou, no entanto, que nos próximos cinco anos será necessário um investimento de US$ 200 milhões na Petrobras, incluindo nesse montante os gastos com a exploração da camada pré-sal.

"Não diria que está na pauta de decisão do governo. Não está. O governo vai examinar no momento próprio para atender a essas necessidades da Petrobras, mas isso vai depender de decisões no âmbito do Ministério da Fazenda", ressaltou.

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Economia

  1. Interior do Jade, caixa semi-automático que acelera o checkout no Condor da Nilo Peçanha, em Curitiba | Jonathan Campos/Gazeta do Povo

    novidade

    Conheça a super esteira do Condor que passa as compras até cinco vezes mais rápido

  2. No total, R$ 16,5 bilhões serão destinados para o pagamento do abono salarial do PIS/Pasep no calendário 2017/18. | Foto: Marcos Santos/ USP Imagens/Fotos Públicas

    Finanças

    Governo paga 4.º lote do abono salarial nesta quinta (19)

  3. Quiosque da Nutty Bavarian ocupa 4m² | Tadeu Brunelli
Divulgação/Nutty Bavarian

    Negócios

    Oito franquias para abrir em até 10 metros quadrados

PUBLICIDADE