Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Maggi disse que, após a publicação da decisão do bloco, “serão tomadas as providências que forem consideradas necessárias para restabelecer o fluxo comercial”. | Hugo Harada/Gazeta do Povo
Maggi disse que, após a publicação da decisão do bloco, “serão tomadas as providências que forem consideradas necessárias para restabelecer o fluxo comercial”.| Foto: Hugo Harada/Gazeta do Povo

Após reuniões com representantes da União Europeia (UE) em Bruxelas, na Bélgica, nesta terça-feira (12), o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, disse que houve pouco progresso nas tratativas sobre as exportações de carnes de aves do Brasil para a UE.

“Houve poucos avanços, mas há alguma expectativa para minimizar os impactos negativos para as exportações de carnes de aves do Brasil para o bloco europeu”, comentou o ministro.

Ele informou que no próximo dia 18 haverá uma votação na Comissão Europeia para decidir sobre possíveis restrições às exportações brasileiras de carne de aves da empresa BRF e outras para o bloco europeu.

Maggi disse que, após a publicação da decisão do bloco, “serão tomadas as providências que forem consideradas necessárias para restabelecer o fluxo comercial”.

A UE adotou restrições ao ingresso de carnes de frango e peru na região, após a deflagração, pela Polícia Federal, da terceira fase da Operação Carne Fraca. Foi descoberto um esquema fraudulento em que laboratórios privados concediam laudos falsos que atestavam a ausência de salmonela nos produtos exportados.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]