i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Bovinos

Picanha internacional

  • Poragro@gazetadopovo.­com.br
  • 01/12/2013 00:00

O ano ainda não acabou, mas as exportações brasileiras de carne bovina já superaram o desempenho de 2012. Conforme levantamento do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), os embarques de janeiro até a última semana de novembro somaram 1,36 milhão de toneladas. O volume é 20,1% superior ao mesmo período do ano passado e 9,7% superior ao registrado nos doze meses do ano passado (1,24 milhão de toneladas).

O avanço dos embarques está ligado à busca de novos clientes. Conforme o MDIC, em treze anos o Brasil ganhou 36 novos parceiros comerciais, fazendo com que a carne nacional seja vendida para 142 nações. Hong Kong (18,6% do volume total), Venezuela (11,9%), Egito (7,5%) e Chile (6,1%) respondem pela parcela mais expressiva das aquisições.

Também houve aumento no valor dos embarques, que já somam US$ 6 bilhões. Em 2012, o faturamento do setor foi 4,5% inferior, de US$ 5,74 bilhões. O estado de São Paulo ainda é o principal fornecedor de carne para o exterior, seguido por Mato Grosso e Goiás. Juntos, os três estados concentraram 63,2% da receita obtida com as exportações até agora.

Em alta

R$ 105,80 foi o valor médio da arroba do boi gordo no Paraná no mês de novembro. A cotação é recorde no estado, conforme a Secretaria da Agricultura e do Abastecimento (Seab).

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.