Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
“O agronegócio é importante e não pode ser desvalorizado por um pequeno número (de frigoríficos) que está sob investigação”, salientou o presidente. | José Cruz/Agência Brasil
“O agronegócio é importante e não pode ser desvalorizado por um pequeno número (de frigoríficos) que está sob investigação”, salientou o presidente.| Foto: José Cruz/Agência Brasil

O presidente da República, Michel Temer, voltou ao tema da Operação Carne Fraca em um pronunciamento que fez na Câmara de Comércio Americana (Amcham) na manhã desta segunda-feira (20). Demonstrando preocupação com o impacto que o escândalo possa causar ao agronegócio brasileiro, Temer garantiu a plateia de empresários que o país tem “sistemas rigorosíssimos” de inspeção sanitária e que as investigações recaem sobre um número “mínimo” de frigoríficos.

“O agronegócio é importante e não pode ser desvalorizado por um pequeno número (de frigoríficos) que está sob investigação”, salientou o presidente. Temer repetiu os números que ele apresentou neste domingo a embaixadores numa churrascaria em Brasília e mostrou otimismo com um desfecho desse caso sem maiores prejuízos à imagem da carne brasileira no exterior. “Esse assunto, se Deus quiser, vai terminar muito bem.”

Depois de dar um relato aos empresários sobre resultados obtidos na economia nos últimos meses, o presidente pediu aos presentes que voltassem a investir no Brasil. “Conclamo os senhores que estejam voltados para a interação Brasil e Estados Unidos, investindo e gerando empregos no nosso país”, disse Temer. Ele participou em São Paulo da cerimônia de posse do conselho administrativo da Amcham na capital paulista. O ministro Antonio Imbassahy acompanhou o presidente no evento.

Todos deixaram o local sem dar entrevistas.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]