Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
| Rodolfo BUHRER
| Foto:

A expressão "carro popular" já virou passado diante dos preços praticados no mercado brasileiro. Os modelos que antes eram classificados como tal, hoje chegam a custar acima de R$ 40 mil.

Apenas três exemplares figuram abaixo desta faixa: Caoa Chery QQ, Renault Kwid e Fiat Mobi, três subcompactos que agora são chamados de carros de entrada, não mais de populares.

Se você está pensando em adquirir um hatch zero km, mas a dúvida persiste em qual levar para garagem, listamos as 10 opções "mais baratas" que podem ajudar na sua escolha.

1. Chery QQ Smile

R$ 24.990

  • Motor: 1.0, 3 cilindros, de 74/ 75 cv e 9,7 e 10,1 kgfm (gasolina/ etanol).
  • Consumo: 8,9/ 12,9 km/l (cidade) e 9,9/ 14,4 km/l (estrada)
  • Porta-malas: 160 litros
  • Principais itens de série: vidros elétricos dianteiros, ajuste elétrico de altura dos faróis, rádio com entrada USB e computador de bordo.

A versão Smile abre mão de alguns itens presentes nas versões mais caras para deixar o preço abaixo dos R$ 30 mil. Direção hidráulica, ar-condicionado, limpador de vidro traseiro, chave com controle remoto e rodas de liga leve aro 14 só a partir da intermédia Look, que custa R$ 35.990.

A topo da gama ACT agrega ainda sensor de ré, vidros elétricos traseiros, retrovisores elétricos e luz diurna em led, ao preço de R$ 36.990.

A Smile também só sai de fábrica nas cores branco, preto ou vermelho. O subcompacto feito em Jacareí (SP) possui motor 1.0 flex tricilindríco, que rende 75 cv e 10,1 kgfm, alcançando até 165 km/h de velocidade máxima.

2. Fiat Mobi Easy

R$ 33.490

Foto: Fiat/ Divulgação
  • Motor: 1.0, 4 cilindros, de 73/ 75 cv e 9,5/ 9,9 kgfm (gasolina/ etanol).
  • Consumo: 8,4/ 11,9 km/l (cidade) e 9,2/ 13,3 km/l (estrada)
  • Porta-malas: 215 litros
  • Principais itens de série: apoios de cabeça traseiros, banco traseiro bipartido e tampa do porta-malas de vidro

O subcompacto da Fiat tem mantido bons números de vendas, sendo o 13º carro mais emplacado no país em 2019, sendo o segundo produto da marca em volume de vendas.

O modelo possui seis versões e duas opções de motores. A configuração de entrada do Mobi ainda vem com o veterano 1.0 Fire. Já o 1.0 de três cilindros, da família Firefly, que rende 72/ 77 cv e 10,4/ 10,9 kgfm, está disponível a partir da intermediária Drive (R$ 45.990)

Foto: Fiat/ Divulgação

A lista de equipamentos da Easy é espartana, sem direção hidráulica, vidros elétricos dianteiros e ar-condicionado. Os dois primeiros itens são encontrados a partir da opção Like (R$ 41.290), enquanto o último aparece a partir da Easy Comfort (R$ 37.690).

A direção elétrica, mais leve e ideal para modelos urbanos, está presente nos motores com três cilindros. O Mobi também dispensa a troca de marchas com o câmbio automatizado na configuração topo Drive 1.0 GSR (R$ 47.590).

3. Renault Kwid

R$ 33.990

Foto: Daniel Derevecki/ Divulgação
  • Motor: 1.0, 3 cilindros, de 66/ 70 cv e 9,4/ 9,8 kgfm (gasolina/etanol).
  • Consumo: 10,3/ 14,9 km/l (cidade) e 10,8/ 15,6 km/l (estrada)
  • Porta-malas: 290 litros
  • Principais itens de série: airbags laterais, indicador de troca de marcha, Isofix e desembaçador traseiro.

Diferentemente do Chery QQ, o preço ‘popular’ do Renault Kwid atrai um legião de interessados pela modelo - atualmente é quinto carro mais vendido no Brasil .

O valor de R$ 33.990 refere-se à configuração Life, que não traz a direção elétrica, o ar-condicionado, multimídia com USB e Bluetooth e vidros e travas elétricas da intermediária Zen (R$ 39.590).

Foto: Daniel Derevecki/ Divulgação

Foto: Rodolfo Buhrer/ Divulgação

A topo de linha Intense (R$ 42.490) incorpora retrovisores elétricos, faróis de neblina, espelho de cortesia do lado do passageiro, multimídia Media Nav 2.0, câmera de ré, chave canivete e abertura elétrica do porta-malas a distância.

A topo de linha Outsider (R$ 44.990) agrega banco e volante com design personalizado, barra de teto, adesivos que identificam a versão com estilo aventureiro e multimídia Media Nav Evolution

O Kwid é um citycar, por isso privilegia o consumo, sendo um dos modelos mais econômicos no país.

4. Lifan 530 Talent

R$ 43.990

  • Motor: 1.5, 4 cilindros, de 103 cv e 13,6 kgfm - somente a gasolina.
  • Consumo: 9,5 km/l (cidade) e 12,0 km/l (estrada).
  • Porta-malas: 475 litros
  • Principais itens de série: direção elétrica e multifuncional, ar-condicionado, vidros, retrovisores e travas elétricas, sensor de ré, Isofix, faróis com regulagem elétrica de altura, luzes de neblina, chave tipo canivete com telecomando para abertura das portas e porta-malas, computador de bordo, entrada USB no console e sistema de som.

Os carros chineses são famosos pelo oferta generosa de itens de série, mas também conhecidos pela qualidade duvidosa no acabamento. O Lifan 530 não foge à regra.

O sedã tem um visual interessante e é bem equipado. Mas o acabamento não ajuda, com peças de plástico que incomodam ao tato e à visão.

O propulsor 1.5, de 103 cv, é adequado para a cidade, porém se uma família quiser aproveitar o bom espaço interno e do porta-malas, a viagem será um pouco mais demorada pelo desempenho modesto nas subidas e retomadas.

A montadora chinesa está com a produção paralisada na Argentina desde meados de 2018 - os modelos chegam ao Brasil via importação direta da China.

5. Hyundai HB20 1.0 Unique

R$ 44.490

Foto: Hyundai/ Divulgação
Foto: Hyundai/ Divulgação
  • Motor: 1.0, de 3 cilindros, 75/ 80 cv e 9,4/ 10,2 kgfm (gasolina/ etanol)
  • Consumo: 8,5/ 12,5 km/l (cidade) e 9,9/ 14,1 km/l (estrada)
  • Porta-malas: 300 litros
  • Principais itens de série: direção hidráulica, volante multifuncional, vidros dianteiros e travas elétricas, Isofix, ar-condicionado, computador de bordo e sistema de som com Bluetooth e USB.
Foto: Hyundai/ Divulgação
Foto: Hyundai/ Divulgação

O segundo carro mais vendido no país, atrás apenas do Chevrolet Onix, conquista pelo visual ainda moderno e o bom espaço do porta-malas.

O HB20 foi um dos primeiros veículos no país a vir equipado com o propulsor 1.0 de três cilindros, em 2014. Os números de consumo são bons nesta motorização.

Em outubro começa a ser vendida o novo modelo, que recebeu uma atualização profunda, com mudanças visuais e a adição de um motor 1.0 turboflex mais potente.

6. Fiat Uno 1.0 Attractive

R$ 45.290

  • Motor: 1.0, 4 cilindros, de 73/ 75 cv e 9,5/ 9,9 kgfm (gasolina/ etanol).
  • Consumo: 8,0/ 11,6 km/l (cidade) e 9,4/ 13,4 km/l (estrada)
  • Porta-malas: 290 litros
  • Principais itens de série: direção hidráulica, ar-condicionado, vidros dianteiros elétricos, retrovisores com setas indicadoras de troca de faixa, faróis com máscara negra e volante com regulagem de altura.

Com a chegada do Mobi como modelo de entrada da Fiat, o Uno foi perdendo espaço, com versões sendo eliminadas. A Attractive foi uma delas, mas retornou na linha 2019 com o veterano motor 1.0 Fire, de quatro cilindros.

Assim como no Mobi, a propulsão 1.0 Firefly tricilíndrica, de até 77 cv, está disponível na configuração Drive (R$ 47.990), que também adiciona direção elétrica, indicador de troca de marcha e trava elétrica.

Ainda há as versões aventureiras 1.0 Way (R$ 49.990) e a 1.3 Way (R$ 53.990), que acrescentam moldura nas caixas de roda, entre outros itens.

7. Ford Ka 1.0 S

R$ 45.590

  • Motor: 1.0, 3 cilindros, de 80/ 85 cv e 10,2/ 10,7 kgfm (gasolina/ etanol)
  • Consumo: 9,2/ 13,4 km/l (cidade) e 10,7/ 15,5 km/l (estrada)
  • Porta-malas: 257 litros
  • Principais itens de série: direção elétrica, ar-condicionado, vidros dianteiros e trava elétricas, Isofix, computador de bordo, indicador de troca de marcha e suporte de celular no painel.

O Ka ostenta o título de 1.0 aspirado mais forte do mercado. Ele é capaz de ir de 0 a 100 km/h em 10,7 segundos e atinge a velocidade máxima de 181 km/h.

No ano passado, o modelo recebeu uma atualização visual para tentar tomar do HB20 o segundo posto em vendas no Brasil - há meses em que isso ocorreu.

Sistema de som com conexão bluetooth e entrada USB só na versão acima, a 1.0 SE (R$ 46.290). Já a 1.0 SE Plus (R$ 49.790) agrega retrovisores e vidros traseiros elétricos, faróis de neblina, sensor de ré e multimídia SYNC 3 com tela flutuante, duas entradas USB para recarga rápida do celular.

8. Chevrolet Onix 1.0 Joy

R$ 47.590

Foto: Chevrolet/ Divulgação
Foto: Chevrolet/ Divulgação
  • Motor: 1.0, 4 cilindros, de 78/ 80 cv e 9,5/ 9,8 kgfm (gasolina/ etanol)
  • Consumo: 9,1/ 12,9 km/l (cidade) e 10,8/ 15,3 km/l (estrada)
  • Porta-malas: 289 litros
  • Principais itens de série: ar-condicionado, direção elétrica, vidros dianteiros e travas elétricas, Isofix e monitoramento de pressão dos pneus.

A Chevrolet manteve a versão de entrada Joy, mas agora com o visual da reestilização de 2016. Ele compõe o catálogo da nova geração do Onix, que estreia nas lojas em novembro - a carroceria sedã, rebatizada de Onix Plus no lugar de Prisma, já está à venda.

Foto: Divulgação/Chevrolet
Foto: Divulgação/Chevrolet
Foto: Chevrolet/ Divulgação
Foto: Chevrolet/ Divulgação

A opção mais básica do modelo é a preferida de frotistas e se destaca pelo bom consumo. Também é o único da lista a ter seis velocidades na transmissão manual.

Como todo carro de entrada, há plástico em profusão na cabine. O painel é parcialmente digital no velocímetro, mas a cor laranja denuncia a idade avançado do projeto. O sistema multimídia e o ajuste eletrônico dos retrovisores externos são acessórios.

Uma novidade na atualização da Joy é a opção de acabamento Black (R$ 48.290), que vem com luz de posição em Led de baixa intensidade, rodas de aço aro 15 com calotas escurecidas, maçanetas pintadas na mesma cor da carroceria, logo Chevrolet com fundo preto e moldura da grade e retrovisor em preto brilhante.

9. Renault Sandero 1.0 Life

R$ 46.990

Sandero renovado na versão 1.6 CVT  Intense.
Sandero renovado na versão 1.6 CVT Intense.
  • Motor: 1.0, 3 cilindros, de 79/ 82 cv e 10,2/ 10,5 kgfm (gasolina/etanol)
  • Consumo*: 9,5/ 14,2 km/l (cidade) e 9,6/ 14,1 km/l (estrada)
  • Porta-malas: 320 litros
  • Principais itens de série: direção eletro-hidráulica, quatro airbags (dois frontais e dois laterais), luz diurna em led, lanternas em led, Isofix, ar-condicionado, vidros dianteiros e travas elétricas e chave canivete.

O hatch acaba de ganhar uma atualização visual e incorporar novos equipamentos de série. É o único da relação e vir com luz diurna em led e lanternas em led.

 Sandero renovado na versão 1.6 CVT  Intense.
Sandero renovado na versão 1.6 CVT Intense.

Também é o maior porta-malas do segmento de hatch compacto e o maior entre-eixos (2,59 m). A linha 2020 melhorou o acabamento das portas e portas, disfarçando bem a profusão de plástico.

A versão intermediária 1.0 Zen (R$ 49.990) incorpora central multimídia Media Evolution, volante com comandos de som e telefone, sensor de ré, banco do motorista com regulagem de altura, computador de bordo e vidros elétricos com função "um toque".

*O consumo refere-se à linha anterior - a nova acresceu 14 kg no peso da carroceria com reforços estruturais.

10. Fiat Argo 1.0

R$ 49.590

  • Motor: 1.0, 3 cilindros, 72/ 77 cv e 10,4/ 10,9 kgfm (gasolina/ etanol)
  • Consumo: 9,9/ 14,2 km/l (cidade) e 10,7/ 15,1 km/l (estrada)
  • Porta-malas: 300 litros
  • Principais itens de série: direção elétrica, ar-condicionado, travas e vidros dianteiros elétricos, Isofix, volante com regulagem de altura, computador de bordo, chave canivete com telecomando para abertura de portas, vidros e porta-malas.

A versão de entrada do modelo mais vendido da Fiat entrou no catálogo do carro em 2018, o que contribuiu para torná-lo um dos carros mais licenciado no país.

A versão não traz sistema de som, desembaçador traseiro, banco do motorista com ajuste de altura e retrovisores elétricos. Eles são distribuídos em kits opcionais, que gira entre R$ 1,2 mil e R$ 1,5 mil.

O motor é o 1.0 da família Firefly, que significa bons números de consumo. O Argo se destaca pela visual moderno e qualidade no acabamento interno.

SIGA O AUTO DA GAZETA NO INSTAGRAM

Ver essa foto no Instagram

FIAT TORO GANHA ‘PORTA-MALAS’ A Fiat lança a linha 2020 da Toro com um tapa no visual e uma nova versão que apresenta uma solução usada nas décadas de 1980 e 90: a caçamba com capota marítima rígida. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ O item integra a configuração Ultra e terá acionamento elétrico. Feita em fibra de carbono, a novidade melhora a vedação acústica e a proteção contra infiltração de água, o que transforma o compartimento numa espécie de porta-malas para a picape. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ O proprietário terá a opção de removê-la e usar a caçamba no formato tradicional. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Ao contrário do restante da linha, que chegará às lojas nos próximos dias, a Ultra só estreia em novembro baseada na versão Volcano 2.0 turbodiesel, de 173 cv e 35,7 kgfm, associado ao câmbio automático de nove marchas. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ O preço não foi revelado, mas deve ficar na faixa entre R$ 150 mil e R$ 160 mil. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Outra novidade na Toro 2020 é o pacote personalizado S-Design para a versão Freedom, além das novas opções Endurance 1.8 flex manual e 2.0 turbodiesel AT6. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ No visual há uma leve alteração no para-choque frontal, que adotou um estilo que simula um quebra-mato, mas tem função apenas estética. Destaque ainda para a nova central multimídia de 7 polegadas. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Os preços da picape variam de R$ 92.990 a R$ 159.990. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Confira todos os detalhes do repaginada Toro no endereço www.gazetadopovo.com.br/automoveis ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ #fiattoro #toro2020 #fiatbrasil #toroultra #fcalatam #fcabrasil #picape #capotamaritima #carros #veiculos #automoveis #gazetadopovo

Uma publicação compartilhada por Automóveis Gazeta do Povo (@autogazetadopovo) em

3 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]