i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Superesportivo

Série especial deixa Chevrolet Camaro mais potente que Bugatti

  • PorGazeta do Povo
  • 15/07/2019 18:04
Foto: Chevrolet/ Divulgação
Foto: Chevrolet/ Divulgação| Foto:

O Chevrolet Camaro por si só já desperta a admiração das pessoas, não só pelo visual, mas, especialmente, pela forte cavalaria que reside sob o capô. Agora imagine se o icônico modelo despejar uma potência absurda, capaz de superar até a de um Bugatti Veyron!

Sim, esse Camaro superesportivo existe. E concebido pela Specialty Vehicle Engineering, preparadora automotiva ligada à General Motors.

Trata-se da nova versão do Camaro Yenko/SC (de 'Sport Car'), que surgiu em 1967 idealizado por Donald Frank Yenko, famoso preparador de carros para competição.

>> Chevrolet prepara picape anti-Toro com motor turbo e visual agressivo

Linha 2020 do Camaro Yenko. Foto: Chevrolet/ Divulgação
Linha 2020 do Camaro Yenko. Foto: Chevrolet/ Divulgação
Primeiro Camaro Yenko, de 1967. Foto: Divulgação
Primeiro Camaro Yenko, de 1967. Foto: Divulgação

A linha 2020 do modelo é baseada nas opções 1SS ou 2SS do Camaro, com o pacote 1LE opcional. Ele teve o motor 6.2 V8 aumentado para 6.8 litros e ganhou um compressor mecânico. O conjunto é administrado por um câmbio manual de seis marchas.

O resultado é um propulsor capaz de gerar 1.014 cv e impressionantes 121 kgfm de torque. É mais potente que os 1.001 cv oficiais do famoso Bugatti Veyron EB 16.4 e seu motor 8.0 W16 quadriturbo, apesar de a máquina francesa entregar um pouco mais de força: 127,4 kgfm - o modelo foi produzido entre 2005 e 2011.

Foto: Chevrolet/ Divulgação
Foto: Chevrolet/ Divulgação
A versão Veyron 16-B do Bugatti foi produzida de 2005 a 2011. Foto: Bugatti/ Divulgação
A versão Veyron 16-B do Bugatti foi produzida de 2005 a 2011. Foto: Bugatti/ Divulgação

Para suportar o aumento da potência, o novo Camaro Yenko/SC ganhou virabrequim de aço forjado, pistões de alumínio, corpo de borboleta maior, supercompressor de alto desempenho e injeção de combustível reforçada.

>> Novas regras de trânsito: validade maior da CNH terá efeito retroativo

>> Projeto propõe fim da obrigatoriedade de fazer autoescola para tirar a CNH

As suspensões também foram reforçadas e com ajustes mais esportivos e os freios receberam pinças Yenko. As rodas de liga são aro 20 com pneus Michelin PS4S.

O pacote 1LE incluiu amortecedores magnéticos - que monitoram e corrigem as diferenças de piso, melhorando o conforto e a segurança -, e diferencial traseiro com escorregamento limitado.

No visual, a preparação vem com capô em fibra de carbono e uma tomada de ar para o compressor. Por dentro, a alteração é mínima, com o logotipo da versão no encosto de cabeça dos bancos e nos tapetes, além de uma plaqueta identificando a unidade e a inscrições Yenko por todos os lados.

Serão apenas 50 exemplares produzidos, com preço na casa dos US$ 70 mil (cerca de R$ 240 mil).

Flagra: novo Renault Duster já roda no Brasil; veja o que muda no SUV

SIGA O AUTO DA GAZETA NO INSTAGRAM

Ver essa foto no Instagram

SERIE 3 CONVERSA COM MOTORISTA A nova geração do Serie 3 que estreia no Brasil é repleta de tecnologia, com recurso herdados do irmão maior Serie 7. Destaque para o assistente pessoal inteligente, que permite ao motorista conversar com o carro e pedir alguns comandos como sintonizar rádio, resfriar os esquentar a temperatura do ar-condicionado, informar o clima em diferentes localidades ou acionar o GPS para levar ao destino pretendido. O sedã premium também oferece um sistema que registra os últimos 50 metros percorridos pelo carro para voltar de marcha ré automaticamente, sem a intervenção do condutor. É ideal para manobras em garagem e ruas apertadas. A sétima geração estará disponível no fim de março em duas versões: a 330i Sport, por R$ 219.950, e a 330i M Sport, a R$ 269.950. O modelo substitui o 328i. Além do visual mais agressivo, cheia de vincos. As rodas são de aro 18 (Sport) e 19 (M Sport). O motor é o 2.0 turbo, de quatro cilindros, que rende 258 cv (13 cv a mais que antecessor) e 40,8 kgfm de torque. O zero a 100 km/h ocorre em 5,8 s e a velocidade máxima alcança 250m km/h. As primeiras 1 mil unidades vêm da Alemanha e a partir de julho ele começa a ser produzido em Araquari (SC). #bmwserie3 #bmw330i #bmwbrasil #novageração #seda #esportiva #carros #automoveis #cargram #instacar #gazetadopovo #velocitta #turbo 🎥#renytrovao

Uma publicação compartilhada por Automóveis Gazeta do Povo (@autogazetadopovo) em

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.