Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE
  1. Home
  2. Automóveis
  3. CNH digital ganha app para ser baixada no celular e dispensar ida ao Detran

carteira de motorista

CNH digital ganha app para ser baixada no celular e dispensar ida ao Detran

Nova ferramenta facilita a vida do usuário, eliminando a burocracia que existia para emitir o documento eletrônico

  • Gazeta do Povo
A CNH digital pode ser usada mesmo sem sinal de internet. | Divulgação
A CNH digital pode ser usada mesmo sem sinal de internet. Divulgação
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

Ficou mais simples ter a Carteira Nacional de Habilitação Eletrônica (CNH-e). O Ministério das Cidades lançou nesta quinta-feira (20) um aplicativo que possibilita gerar o documento diretamente em celulares e tablets.

A novidade oferece a vantagem de não precisar mais ir ao Detran para validar a CNH-e ou fazer uso de um certificado digital. É necessário apenas que o usuário tenha a carteira de motorista mais recente, com o código QR impresso na parte interna, modelo que foi implantando em maio de 2017.

>> No celular: documento do carro passa a ser também digital

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2018/12/20/Automoveis/Imagens/Cortadas/CNH Digital 9-ID000002-1200x800@GP-Web.jpg
A carteira de motorista com o código QR impresso na parte interna foi implantada em maio de 2017.Denatran / Divulgação

Chamado de Carteira Digital de Trânsito (CDT), o app é primeiro dispositivo da categoria no mundo e pode ser baixado gratuitamente no Google Play ou Apple Store.

Ele gera a CNH-e, escaneia o código e realiza a identificação biométrica facial do condutor. As etapas são realizadas junto ao Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro).

>> Tolerância para multas por excesso de velocidade pode aumentar

Após realizar o cadastro no aplicativo o usuário recebe um e-mail  de confirmação e, com ele, deverá fazer login no app e clicar em “adicionar documento”.

Depois deste processo inicial, serão oferecidas três opções para a emissão: “pelo celular”, “com certificado digital” e “sem certificado” (comparecimento ao Detran).

Lançamos a carteira 3.0, uma ferramenta inovadora que o Brasil é vanguardista no mundo todo, para que os 25 milhões de brasileiros que já têm o QR Code no verso da sua CNH física possam utilizar no meio digital.

Alexandre Baldy, ministro das Cidades.

Ao optar "pelo celular", o cidadão fará tudo pelo aparelho.  Deve primeiro usar o seu dispositivo móvel para ler o QR Code, que fica na parte interna da CNH em papel.

Depois do processo inicial, três opções serão oferecidas: "pelo celular", "com certificado digital" e "sem certificado". Para realizar tudo pelo dispositivo, é necessário clicar em "pelo celular". 

>> Avisar de blitz policial nas redes sociais pode virar crime

Os procedimentos seguintes são de segurança, como escanear o código QR, fazer a identificação biométrica de face e solicitar a criação de uma senha com quatro dígitos.

Finalizado o cadastro, a CNH digital já pode ser usada, inclusive, sem sinal de internet (off line).

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2018/12/20/Automoveis/Imagens/Cortadas/CNH Digital 14-ID000002-1200x800@GP-Web.jpg
Arte / Gazeta do Povo

De acordo com o ministro das Cidades, Alexandre Baldy, o novo método "é uma política pública que em médio e longo prazo vai se tornar desnecessária à impressão da CNH pelo papel, o que vai reduzir custo para o cidadão e do órgão público perante o usuário que o fizer pelo meio digital".

Até o momento, cerca de 620 mil CNHs digitais foram emitidas em todo o país. Ela vale também como documento oficial em qualquer estabelecimento comercial, bancário, aeroportos, dentre outros. Ou seja, a versão digital pode ser usada como identificação pessoal em todo o país.

>> IPVA: veja quem não é obrigado a pagar o imposto

E se roubarem meu celular? 

O Ministério das Cidades garante que não há risco de acesso às informações do usuário, que estaria protegido por um sistema criptográfico. 

Mesmo assim, em caso de furto ou roubo, o usuário deve acessar o Portal de Serviços do Denatran e desconectar o dispositivo, forçando assim a remoção dos documentos digitais do dispositivo roubado. 

O passo a passo para realizar essa operação e também respostas para outras dúvidas sobre a CNH Digital pode ser encontradas no portal do Denatran.

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2018/12/20/Automoveis/Imagens/Cortadas/CNH Digital 4_20181220191742-ID000002-1200x800@GP-Web.png
A versão eletrônica também vale como documento oficial em qualquer estabelecimento comercial, bancário, aeroportos, entre outros.Denatran / Divulgação

CNH-e desobriga o usuário carregar a versão impressa. Mas vale salientar que se durante uma abordagem por agentes de trânsito o celular estiver sem bateria ou a aplicação não funcionar, será considerado que o motorista não estava portando a CNH. Por isso, a orientação do Detran é que os condutores continuem com o documento físico na carteira.

Não portar a carteira de motorista ao dirigir (seja digital ou impressa) é considerado infração leve, com multa de de R$ 88,38, inclusão de 3 pontos na CNH e retenção do veículo até a apresentação do documento.

SIGA O AUTO DA GAZETA NO INSTAGRAM

Visualizar esta foto no Instagram.

CNH GRATUITA MAIS PRÓXIMA DE VIRAR REALIDADE Um projeto de lei que propõe a gratuidade da CNH foi aprovado pela Comissão de Viação e Transportes, na Câmara dos Deputados. A aquisição do documento sem custo é direcionada a pessoas de baixa renda que estejam desempregadas a mais de um ano. A CNH gratuita, chamada de Carteira Nacional de Habilitação Social, não exclui a exigência de se fazer aulas ou exames de direção, mas elimina os custos de todo o processo de aquisição do documento. Para ter direito ao benefício, a pessoa deve possuir renda baixa comprovada por inscrição no Cadastro Único do Governo (CadÚnico). O novo documento define a fonte de receita para custear o benefício, proíbe que ele seja aplicado para renovação da CNH e restringe seu alcance a candidatos não tenham nenhuma ocorrência criminal ou na Justiça , ou que já tenham cumprido a pena. A proposta ainda precisará ser analisada conclusivamente pelas comissões de Finanças e Tributações; e de Constituição e Justiça e de Cidadania. Caso passe pelas comissões da Câmara, segue para a aprovação no Senado e, em seguida, para a sanção presidencial. O que acham da proposta? #cargram #carros #cars #gazetadopovo #instacar #veículo #cnh #lei

Uma publicação compartilhada por Automóveis Gazeta do Povo (@autogazetadopovo) em

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE