Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Volvo exibe o caminhão mais rápido do mundo no Brasil; veja vídeo
| Foto:

Novidades para o mercado de pesados, série especial e o caminhão mais rápido do mundo. A Volvo está com um cardápio variado na Fenatran, o maior salão de veículos comerciais da América Latina que termina nesta sexta-feira (18).

O destaque do estande é o The Iron Knight (O Cavaleiro de Ferro), considerado o caminhão mais veloz do mundo.

O modelo carrega um motor de 2.400 cv e brutos 611,8 kgfm de torque. E é detentor de dois recordes mundiais homologados pela FIA (Federação Internacional de Automobilismo): de 0 a 500 metros em 13,673 segundos e de 0 a 1.000 m em 21.142 segundos.

Para se ter uma ideia da força do pesado, é três vezes mais a potência de um Aventador SVJ, o Lamborghini mais rápido da história. O superesportivo italiano tem motor 6.5 V12, de 770 cv e 73,4 kgfm.

Foto: Renyere Trovão/ Gazeta do Povo
Foto: Renyere Trovão/ Gazeta do Povo

A propulsão do The Iron Knight é gerenciado por uma transmissão automatizada de dupla embreagem. O conjunto faz o caminhão acelerar de 0 a 100 km/h em 4,6 segundos e atinge 276 km/h de velocidade máxima.

É mais rápido que o S60 Polestar T6, o mais nervoso dos carros da Volvo. Equipado com motor 2.0 turbo, de 367 cv, o sedã esportivo vai de 0 a 100 km/h em 4,7 segundos e tem velocidade máxima controlada eletronicamente em 250 km/h.

Fizemos o Iron Knight para mostrar a alta resistência do trem-de-força Volvo em condições extremas. Ele usa o mesmo motor e câmbio dos veículos de produção regular, mas com preparação que atinge potência quase cinco vezes superior", ressalta Alcides Cavalcanti, diretor Comercial de Caminhões Volvo.

Linha VM 2020

Foto: Renyere Trovão/ Gazeta do Povo
Foto: Renyere Trovão/ Gazeta do Povo

A marca sueca também apresenta a linha VW 2020, com melhorias na cabine que valorizam o conforto, a produtividade e o dia a dia na operação de transporte.

Alterações incluem uma nova frente, com novo para-choque bipartido, para facilitar a substituição em pequenos reparos e diminuir o custo de manutenção.

"Agora não é mais preciso trocar a peça inteira, mas apenas a parte danificada”, afirma Álvaro Menocin, gerente de Engenharia de Vendas de Caminhões da Volvo.

O VM recebeu ainda novas luzes de posição, colocadas na parte superior da cabine, as populares "Três Marias", que aumentam a visibilidade do veículo.

O espelho frontal ficou maior e foi reposicionado para facilitar as manobras em espaços limitados e proporcionar mais visibilidade.

Soma-se ainda uma série de modificações no quesito de segurança, aerodinâmica e conforto. Destaques para o defletor de ar ajustável e a inclusão de uma cobertura no segundo degrau da porta que ampliou o espaço para armazenar um calçado ou martelo de bater pneus.

Caminhão 40 anos de Brasil

O primeiro caminhão da Volvo no Brasil, o N10 (esq.), de 1980, ao lado do FH 40 anos. Foto: Marlos Vidal/ Autos Segredos
O primeiro caminhão da Volvo no Brasil, o N10 (esq.), de 1980, ao lado do FH 40 anos. Foto: Marlos Vidal/ Autos Segredos

A Volvo completa neste ano quatro décadas de Brasil, com sede em Curitiba (PR). E para celebrar criou a série especial "FH 40 anos", inspirada no N10, o primeiro caminhão produzido pela Volvo no país, em 1980.

A versão limitada é pintada na cor White Sky e com faixas laterais inspiradas no N10. "É um veículo especial, com uma configuração única, equipado com o que há de mais avançado em tecnologias do transporte", diz Cavalcanti.

A unidade exposta na Fenatran é um FH 6x4, com motor de 540 cv, o mais potente da marca em solo nacional, associado ao câmbio automatizado de dupla embreagem I-Shift de sexta geração. Mas o cliente que adquirir uma das 40 unidades produzidas poderá optar por outras configurações - 6x2 com 500 cv ou 4x2, de 460 cv.

O FH 40 anos tem suspensão pneumática, rodas de alumínio, carenagens laterais e deflatores, bancos em couro com suspensão pneumática e amortecedor ajustável, ventilação e aquecimento.

A lista de equipamentos e acessórios é formado também faróis com iluminação em xenônio, airbag, luz diurna em led, central multimídia, piloto automático, sensores de chuva e crepuscular, câmara de ré e refrigerador sob a cama.

*O jornalista viajou a convite da Anfavea

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]