i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Serviço

Saiba como manter a suspensão em bom estado

Segurança do carro fica comprometida se as molas e amortecedores não estiverem em bom estado. Todo o sistema deve ser revisado a cada 30 mil quilômetros

  • PorRoberto Massignan Filho
  • 30/06/2009 21:10
As molas da suspensão duram, em média, 50 mil quilômetros | Aniele Nascimento/ Gazeta do Povo
As molas da suspensão duram, em média, 50 mil quilômetros| Foto: Aniele Nascimento/ Gazeta do Povo
  • Manter o sistema em ordem evita surpresas desagradáveis durante uma viagem
  • As peças da suspensão podem se soltar em pistas esburacadas

Com a grande quantidade de buracos e irregularidades que se espalham pelas ruas e estradas brasileiras, as peças da suspensão acabam sendo afetadas. Dirigir o carro com molas e amortecedores em mau estado compromete não apenas o conforto ao rodar, mas também a segurança.

Responsáveis por controlar a ação das molas – mantendo o carro em contato com o solo e absorvendo ondulações – os amortecedores também devem evitar que a carroceria incline demais nas curvas. Segundo Antonio Cesar Costa, consultor da Oficina Brasil, para saber se os amortecedores estão funcionando bem, o ideal é fazer um teste em concessionárias ou oficinas com aparelhos especializados. Mas, para uma rápida verificação, o consultor lembra que basta pressionar com força os cantos da carroceria (sobre as rodas) para baixo, notando se ela oscila mais de uma vez e meia. Se isso acontecer, é sinal de que o amortecedor já está gasto. Ele lembra que eles devem ser substituídos sempre aos pares e é recomendável que sejam verificados a cada 30 mil quilômetros. E não é aconselhável utilizar amortecedores remanufaturados já que não oferecem segurança.

Não menos importantes do que os amortecedores, as molas sustentam o peso da carroceria e evitam choques entre ela e alguns componentes da suspensão. Para ter certeza de que estão cumprindo adequadamente seu papel, o carro deve ser levado para uma concessionária, onde o técnico deve verificar se existem marcas de desgaste entre os elos, bem como trincas e lascas – indícios de desgaste excessivo. Geralmente as molas duram em torno de 50 mil quilômetros.

Outro problema frequente é o desequilíbrio das rodas causado pela alteração da regulagem dos componentes móveis da suspensão. Ao entrar em contado com o solo fora dos ângulos estabelecidos pelos fabricantes, os pneus sofrem desgaste irregular e acima do normal, o que prejudica a estabilidade. Por isso, a cada 10 mil quilômetros é recomendável fazer o balanceamento das rodas e o alinhamento da direção.

Outra precaução que o motorista deve adotar, segundo o chefe da oficina da concessionária Volkswagen Corujão, Gerson Dias, é diminuir a velocidade ao passar por trechos esburacados, lombadas e valetas (e nunca frear em cima deles), o que evita danos mais graves aos componentes da suspensão. "Passar também por lombadas e valetas com as rodas por igual, nunca na diagonal, evita a torção na carroceria", lembra o profissional da revenda. O mesmo ocorre quando se apoia as rodas na guia ao estacionar em ladeiras. Esta situação provoca desgaste prematuro dos pivôs e bandejas.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.