Receitas & Pratos

passo a passo

Aprenda a fazer um legítimo tiramisù

A sobremesa energética da Itália leva ovos frescos, queijo mascarpone e café para embeber as bolachas champagne

por Flávia Schiochet Publicado em 17/10/2013 às 00h
Compartilhe

“Tirami sù!”. A interjeição, em italiano, pode ser traduzida como “erga-me!” ou “levante-me!”. É este apelo que batiza a sobremesa à base de café e ovos crus, o tiramisù, cuja origem se confunde. Alguns dizem que foi inventado para dar mais “energia” aos homens ou, ainda, que a receita homenageava o conde Cosme III de Médici, no século 16, em Florença.

Segundo o chef Matteo Bressiani, do The Cugi’s Ristorante, existem várias histórias sobre a origem da sobremesa, mas o relato que ele considera mais provável é que tenha sido criada no Norte do país, por causa dos produtos lá encontrados. A bolacha champagne é da região de Savoia e chamada de “savoiardi”, e o queijo mascarpone, usado no creme com ovos, da região de Vêneto, ambas áreas entre Milão e Verona. “Naquela época não seria muito fácil levar o queijo à região de Flo­rença [na Toscana] e ele chegar fresco”, explica Bressiani, nascido em Lago di Garda, também ao Norte.

Para fazer um autêntico tiramisù, o chef ensina que é preciso ingredientes frescos, porque isso interfere diretamente no sabor. Os ovos devem ter sido postos no mesmo dia ou na véspera, o queijo mascarpone tem de ser o melhor encontrado e o café deve ser forte e fresco, não importa se quente ou frio. A dica para quem não gosta da bebida é trocá-la por outra, como cerveja ou suco de morango concentrado.

Passo a Passo

Este preparo do chef Matteo Bressiani rende quatro porções e custa cerca de R$ 25

Marcelo Andrade / Gazeta do Povo
Marcelo Andrade / Gazeta do Povo
Marcelo Andrade / Gazeta do Povo
Marcelo Andrade / Gazeta do Povo
TIRAMISU / PASSO A PASSO - CURITIBA - 03/10/13 - Bom Gourmet

Compartilhe

8 recomendações para você