Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Atuação da atriz é um dos poucos destaques do filme. | Divulgação
Atuação da atriz é um dos poucos destaques do filme.| Foto: Divulgação

Baseado em obra da autora Gillian Flynn (do aclamado “Garota Exemplar”), “Lugares Escuros”, uma das estreias da semana, tem uma boa história, mas não a ponto de surpreender o espectador.

Veja no Guia onde assistir ao filme

Dirigido pelo francês Gilles Paquet-Brenner, o filme conta a história de Libby (Charlize Theron), uma mulher que precisa confrontar o seu passado, mesmo a contragosto: quando criança, ela sobreviveu a um massacre que vitimou sua mãe e suas outras duas irmãs. Além dela, o irmão mais velho, Ben, também saiu ileso.

Na época um adolescente problemático, envolvido com seitas satânicas (algo que aterrorizava os Estados Unidos), ele acabou sendo o culpado pelo crime, e detido por quase 30 anos .

O fato é que o assassinato acabou dando uma vida digna para Libby, que teve uma infância pobre, com um pai ausente e violento. A repercussão foi tanta que ela viveu anos a fio somente de doações, e da renda de um livro (que, por sinal, nem foi escrito por ela).

Ela não se sente culpada por isso. Ao contrário: se transformou em uma mulher dura, fria. É a falta de grana que acaba fazendo ela voltar à infância e resolver os problemas.

Ao longo do filme, a trama é envolvente: vemos a transformação da personagem (a atuação de Charlize é ótima), e alguns reencontros tensos, como o que ela tem com o pai.

O problema é que o final estraga tudo.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]