Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
 | Reprodução/Michael Jackson Official Site
| Foto: Reprodução/Michael Jackson Official Site

Internet

Morte de Michael Jackson derruba Google e outros sites

A notícia da morte de Michael Jackson, por volta das 19 horas (horário de Brasília) de quinta-feira (25), causou uma pane emergencial no Google. Com a curiosidade gerada sobre o rei do pop, milhares de pessoas digitaram as palavras "Michael Jackson" na busca do site ao mesmo tempo. O sistema operacional da rede reconheceu o fato como um ataque cibernético, "um vírus", definiu Bernardo Costa, diretor multimídia da agência curitibana Go2nPlay Studios, especializada em internet. Leia matéria completa

"Michael Jackson morreu na CNN 45 minutos depois de ter morrido no Twitter". Esse foi o comentário que muitos usuários do microblog faziam na rede social no fim da noite desta quinta-feira (25), após a confirmação da morte do rei do pop Michael Jackson.

A simples frase "R.I.P. MJ" (Descanse em paz, Michael Jackson, em inglês) liderou os 140 toques disponíveis que cada usuário pode deixar no Twitter. Após a divulgação de uma parada cardíaca e a possível morte (naquele momento, por volta das 19 horas) do artista, divulgada apenas pelo site de celebridades TMZ, pessoas do mundo todo trocaram mensagens na tentativa de evitar o inevitável. "O rei do pop morreu", diziam as manchetes dos jornais internacionais às 19h30.

Por volta das 23 horas desta quinta-feira, cerca de 30 mil brasileiros já se uniam em luto para Michael Jackson em uma comunidade no site de relacionamentos Orkut, o mais popular no país. Com vários tópicos falando sobre o artista, desde sua carreira, fama e escândalos, um tópico chamava a atenção. Um fã propôs realizar uma passeata em "moonwalk" (famoso passo do artista que reproduzia uma dança nas nuvens "deslizando de costas").

Ainda no Orkut, outras duas comunidades de luto foram criadas ao artista. Juntas, já reuniam, em menos de três horas, mais de 150 mil pessoas.

Nos sites e agências de notícias internacionais, o assunto principal do dia foi a morte repentina de Michael Jackson, que deixou em segundo plano a morte por câncer da pantera Farrah Fawcett. As publicações demoraram a confirmar a morte, apenas o TMZ noticiava o pior.

Por volta das 19h30, o Los Angeles Times confirmou a morte de Jackson, em meio a um blog do jornal. O memso foi feito pelo jornal The New York Times. Enquanto isso, as redes de televisão noticiavam ao vivo a morte do artista.

O site oficial de Michael Jackson, www.michaeljackson.com, apenas trazia uma emblemática foto do artista, com fundo vermelho, e os dizeres: "King of Pop" (Rei do Pop, em inglês). O que ele sempre será.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]