Stevie Wonder em apresentação no Rock in Rio de 2011 | Ivo Gonzalez
Stevie Wonder em apresentação no Rock in Rio de 2011| Foto: Ivo Gonzalez

Stevie Wonder acusou Johanan Vigoda, seu advogado e braço direito por anos, morto em 2011, de tirar vantagem de sua cegueira para benefício próprio.

De acordo com o site americano “TMZ”, o cantor afirma ter sido induzido a assinar um contrato, destinando 6% dos royalties de suas músicas a Vigoda e sua família para sempre.

A gravadora de Wonder continuou os pagamentos mesmo após a morte do advogado. O cantor, que disse não ter percebido os aportes por dois anos, diz ter confiado em Vigoda e não fazer ideia de que o arranjo permaneceria mesmo após sua morte.

O cantor recorreu à Justiça para encerrar o contrato. A viúva de Vigoda fez o mesmo, desta vez exigindo a retomada dos pagamentos desde que Wonder os interrompeu até o fim dos tempos –um valor mínimo de US$ 7 milhões.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]