Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Denise Lopes tem grande habilidade  em atrair o público. | Glenio Campreguer
Denise Lopes tem grande habilidade em atrair o público.| Foto: Glenio Campreguer

As surpresas do Festival de Teatro passam pela rua. Se nem todos os espetáculos da mostra principal agradam a todos, muito artista bom veio participar da mostra paralela Fringe. Um destaque é Denise Lopes, que tem feito no Largo da Ordem sua performance como Lady MacAxeira e se apresenta ainda neste sábado (4) às 15 horas e no domingo (5), às 18 horas.

A personagem, uma mendiga, surgiu em 2010 para animar intervalos de uma mostra de peças curtas em Belo Horizonte. Cômica na essência, a maltrapilha fala verdades e tem um excelente senso do seu entorno, sabendo improvisar com fatos do momento, em falas simples e certeiras.

Para Curitiba, ela traz um trabalho refinado durante esses quatro anos, agora intitulado Se essa Rua Fosse Minha, que começa próximo ao Bebedouro do Largo e depois transporta os ouvintes conquistados para dentro da Casa Hoffmann. A moradora de rua sábia e engraçada ganha o acréscimo da referência a Lady Macbeth, de Shakespeare. Ao chegar à cidade, ao longo da semana, ela coletou nomes de figuras conhecidas nas ruas daqui, como Oil Man e Efigênia Rolim. Mas quem ganha destaque e lugar em sua cama na marquise é o Mendigo Gato.

A potência da ambiciosa esposa que incita Macbeth a apressar a profecia de que seria rei e partir para o assassinato permeia de maneira extremamente habilidosa e sutil a personagem de MacAxeira. É tocante como ela substitui as manchas de sangue que enlouquecem a protagonista da peça escocesa pela sujeira da rua que povoa seu corpo.

PROGRAME-SE

Se essa Rua Fosse Minha

Casa Hoffmann (R. Claudino dos Santos, 58), (41) 3321-3232. Dia 4 às 15h e 5 às 18h. R$6 e R$3. Classificação indicativa: 12 anos.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]