i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Após serem roubados

Cavalos usados na produção de soro de aranha-marrom são recuperados

Animais foram roubados do Centro de Produção e Pesquisa de Imunobiológicos , em Piraquara, e recuperados em Pinhais, também na Região Metropolitana de Curitiba

  • PorGazeta do Povo
  • 22/07/2018 11:20
Animais foram transportados de volta ao centro de pesquisa por caminhão da Polícia Militar | Divulgação/SESA
Animais foram transportados de volta ao centro de pesquisa por caminhão da Polícia Militar| Foto: Divulgação/SESA

Dois cavalos do Centro de Pesquisa e Produção de Imunobiológicos (CPPI) que haviam sido roubados na terça-feira (17) foram recuperados na sexta-feira (20) após a ligação de um morador da Região Metropolitana de Curitiba. Os animais estavam amarrados em uma área de matagal no bairro Veisópolis, em Pinhais. Segundo o veterinário do CPPI, João Minozzo, o estado de saúde dos cavalos é bom, apesar de algumas arranhaduras.

No CPPI, em Piraquara, os cavalos são utilizados no processo de produção de soro contra o veneno da aranha-marrom. O centro de pesquisa vinculado à Secretaria de Saúde do Paraná tem 72 animais. A partir do plasma do sangue desses dois cavalos que haviam sido roubados o estado produz 1,2 mil ampolas de soro por ano, quantidade suficiente para atender 120 pacientes.

Segundo informações da Secretaria de Saúde, o resgate aconteceu com o apoio do Regimento de Cavalaria da Polícia Militar do Paraná, que providenciou um veículo para transporte dos animais ao centro de pesquisa.

“Agradecemos o apoio da imprensa e da população para o resgate desses animais. O valor deles é inestimável, pois fazem parte da cadeia de produção de soros para picadas por aranha marrom, o que tem impacto direto na saúde da população”, disse o diretor do CPPI, Sérvio Túlio Stinghen.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.