Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Centro de Especialidades Odontológicas se torna unidade exclusiva para atender profissionais da rede municipal de saúde com sintomas de covid-19. Na imagem teste rápido. Curitiba, 24/04/2020. Foto: Pedro Ribas/SMCS
Teste rápido para Covid.| Foto: Pedro Ribas/SMCS

Uma semana após publicar o decreto menos restritivo contra a Covid-19 de toda a pandemia, Curitiba registrou nesta quinta-feira (11) o menor número no sistema de monitoramento por bandeiras. Dados da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) mostram que o índice caiu para 1,35 – o menor desde que o sistema foi implantado em junho de 2020.

Na avaliação da administração municipal, os indicadores da pandemia em Curitiba seguem apresentando melhora gradativa. A média móvel de mortes caiu quase que pela metade nos últimos 14 dias. Entre os casos ativos de Covid-19, a redução foi de 22%. A taxa de transmissão do coronavírus, conhecida como Rt, chegou a 0,69 na capital – quando este índice fica abaixo de 1 é sinal de que a transmissão da doença está em desaceleração.

As taxas de ocupação de leitos SUS, de enfermaria e de UTI, também mostram sinais de que a pandemia está arrefecendo em Curitiba. A cidade já teve mais de mil leitos ativos agora tem menos de 300, com uma média de ocupação abaixo dos 50%.

“Hoje é um dia de comemoração no Comitê [de Técnica e Ética Médica da SMS], essa ferramenta foi essencial para chegarmos até aqui sem o colapso do sistema de saúde. Embora em meio a muitas críticas, foram as decisões difíceis que tomamos longo desse período que nos trouxeram até aqui”, comemorou a secretária municipal da Saúde, Márcia Huçulak.

Como é feito o cálculo da bandeira?

O cálculo da bandeira leva em conta uma série de fatores, divididos em dois grandes grupos: capacidade de atendimento e propagação da doença. No primeiro, são atribuídos valores a itens como a taxa de ocupação de leitos de UTI e enfermaria exclusivos para o tratamento da Covid-19. No segundo grupo, leva-se em conta dados das internações e os números de óbitos e de novos casos da doença.

Cada um dos 9 itens recebe um valor. Quando o cálculo final destes indicativos fica menor do que 2, a bandeira indicada é a amarela – quadro onde Curitiba se enquadra nesta semana. Índice entre 2 e 2,7 é indicativo de bandeira laranja. A bandeira vermelha, a mais restritiva, é acionada quando o número passa da casa de 2,7.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]