Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
 | Reprodução/Facebook
| Foto: Reprodução/Facebook

A família da youtuber Isabelly Cristine Santos, morta em uma discussão de trânsito no Litoral do estado no último mês de fevereiro, criou uma organização não governamental (ONG) em homenagem à memória da garota. Batizada de Doar Amor, a organização vai se focar na proteção dos animais.

De acordo com a mãe de Isabelly, Rosania Domingos Santos, a ideia surgiu justamente de uma paixão antiga da filha. “Há tempos trabalhamos com a prefeitura para conseguir lançar a ONG. A Isa gostava tanto dos cachorrinhos de ruas e esse era um sonho dela, que nós vamos realizar”, diz. “Vamos resgatar os anjos de quatro patas e manter ela sempre viva”.

Veja também: Aberto ao público, Juizado de Pequenas Causas se instala na PUC de Curitiba

A inauguração da ONG vai ser realizada no próximo domingo (10), quando a garota completaria 15 anos. Para isso, a família está organizando um evento no Aeroparque de Paranaguá.

Audiência marcada

Isabelly foi vítima de um disparo de arma de fogo, na madrugada de 14 de fevereiro deste ano, enquanto voltava de uma gravação no balneário Shangrilá, em Pontal do Paraná. Em seu canal, a youtuber tinha mais de 27 mil inscritos e somou, no começo do ano, mais de três milhões de visualizações. Por causa dessa popularidade na internet, a sua morte gerou bastante comoção. Ela chegou a ser até mesmo homenageada por uma medalhista olímpica.

Os irmãos Cleverson e Everton Vargas, acusados de terem causado a morte da jovem têm nova audiência marcada para no dia 19 de junho no fórum da cidade. “Essa vai ser a segunda audiência e a primeira em que eles serão questionados sobre o que ocorreu”, explicou o advogado da família de Isabelly, André Tavares.

Os irmãos foram presos ainda em flagrante e tiveram a prisão preventiva decretada pela Vara Criminal de Pontal do Paraná (MP-PR) após audiência de custódia realizada em Pontal do Paraná. Os dois continuam presos no Centro de Triagem de Piraquara.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]