i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Política

Projeto tenta revogar mais de 3 mil leis inúteis em Curitiba

  • PorTribuna do Paraná
  • 04/03/2020 17:16
Câmara Municipal de Curitiba.
Câmara Municipal de Curitiba.| Foto: Jonathan Campos/Arquivo/Gazeta do Povo

Um projeto na Câmara de Vereadores de Curitiba quer revogar 3 mil leis municipais aprovadas entre 1948 e 1987. Autor da proposta, o vereador Professor Euler (PSD) explica que o objetivo é eliminar leis desnecessárias, que perderam a eficácia. A proposta faz parte do movimento #RevogaBrasil, que pretende extinguir leis municipais, estaduais e federais que não fazem sentido.

RECEBA notícias pelo WhatsApp

A proposta de revogar 3 mil leis em Curitiba veio após análise na Câmara de Curitiba que avaliou 15.587 leis ordinárias dos últimos 71 anos. A média é de uma lei aprovada por dia em sete décadas.

Como exemplo de lei que não tem mais por que existir, está a de número 7.110/1987 que determina que a construção de usinas nucleares e a produção de armas nucleares só podem ser feitas após plebiscito. A lei foi aprovada em 1987, ano do caso Césio-137 em Goiânia (GO), maior acidente radiotivo do Brasil, que vitimou 104 pessoas ao longo dos anos. “Em 1987, durante a Guerra Fria, isso fazia sentido, mas a Carta Magna puxou para nível federal a questão”, enfatiza o vereador.

Leis antigas perderam efeito

Entre as leis municipais que perderam efeito, o Professor Euler cita a 7758/1991, que obriga restaurantes a terem ambientes separados para fumantes e não fumantes. Desde 2014, a lei federal 12.546/2014, conhecida como Lei Antifumo, proíbe o cigarro em ambientes fechados públicos e privados.

“Imagine o conflito de um dono de restaurante que sabe que existe uma lei que proíbe fumar nos ambientes fechados do seu estabelecimento, mas fica sabendo que ainda vigora outra lei que exige a destinação de parte dessa área interna para fumantes”, compara Professor Euler.

Outras lei que perdeu eficácia é de 1955 que estabelece normas sobre o local de desembarque de gado no abatedouro municipal, que nem existe mais. Outra lei de 1961 também sem motivo para seguir na legislação municipal estabelece a criação de espaços para incineração de lixo nos prédios.

Tramitação

O projeto de revogação das 3 mil leis municipais primeiro vai receber instrução da Procuradoria Jurídica (Projuris), para depois ir para as  comissões temáticas. Nessa etapa poderão ser solicitados estudos adicionais, ou o posicionamento de órgãos públicos. Depois do trâmite nas comissões, a proposição vai para votação no plenário. Se aprovada na Câmara, a lei vai para a sanção do prefeito.

4 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 4 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.

  • K

    Klin

    ± 0 minutos

    Parabéns ao Professor Euler. Leis inúteis são constantemente criadas pelos órgãos legislativos. Devem ser extintas e com com prerrogativas de não mais criar leis que não podem ser fiscalizadas. Será um grande serviço prestado à sociedade.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • M

      Marcus Pinheiro Machado

      ± 1 dias

      Os mais inuteis são os vereadores. Se diminuir o numero de inuteis em 50% ainda é de mais

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

      1 Respostas
      • M

        MICHAEL GUSTAV ADOLF MULL

        ± 1 dias

        Sem os nobres vereadores teríamos apenas uma consequência: falta dar nomes a ruas novas.

        Denunciar abuso

        A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

        Qual é o problema nesse comentário?

        Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

        Confira os Termos de Uso

    • S

      Salo

      ± 1 dias

      Falta de projetos.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

      Fim dos comentários.