i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Política econômica

Fim do Renda Brasil reduz pressão sobre Orçamento, mas deixa Guedes e equipe na linha de tiro

  • Brasília
  • 15/09/2020 19:07
O presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Economia, Paulo Guedes, durante cerimônia no Palácio do Planalto.
Propostas para viabilizar o Renda Brasil “queimaram” o ministro Paulo Guedes junto a Bolsonaro.| Foto: Alan Santos/Presidência da República

Ao decidir enterrar a ideia de criar o programa Renda Brasil, o presidente Jair Bolsonaro reduziu a pressão sobre o Orçamento de 2021, mas ao mesmo tempo deixou a equipe econômica do ministro Paulo Guedes na linha de tiro.

O time do ministro já tinha levado um cartão amarelo do presidente há menos de um mês, quando propôs acabar com o abono salarial, o seguro-defeso e o Farmácia Popular para viabilizar o Renda Brasil, e agora quase levou um cartão vermelho ao cogitar congelar aposentadorias e pensões por dois anos e restringir o acesso ao Benefício de Prestação Continuada (BPC), pago a idosos carentes e pessoas com deficiência.

“Eu já disse, há poucas semanas, que jamais vou tirar dinheiro dos pobres para dar aos paupérrimos. Quem, porventura, vier a propor uma medida como essa, eu só posso dar um cartão vermelho para essa pessoa”, disse Bolsonaro em suas redes sociais nesta terça-feira (15). “É gente que não tem o mínimo de coração, não tem o mínimo de entendimento sobre como vivem os aposentados no Brasil”, completou. “Vamos continuar com o Bolsa Família e ponto final”, finalizou.

Principal secretário de Guedes na corda bamba

As declarações de Bolsonaro foram endereçadas ao secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues Júnior. Foi ele quem foi à imprensa falar publicamente sobre congelar aposentadorias e rever o BPC.

Waldery é o principal secretário do ministro Paulo Guedes. Seu cargo é equivalente ao do antigo ministro da Fazenda, pois sob sua alçada passam todas as decisões econômicas que envolvem o Orçamento.

O Renda Brasil estava sendo desenhado pela sua secretaria, em parceria com o Ministério da Cidadania. Segundo apurou a Gazeta do Povo, Waldery teve o aval de Guedes para tornar pública as discussões sobre o Renda Brasil. O ministro não via problema em debater publicamente alternativas para o programa. “O momento era de debate com a sociedade, com o Parlamento e com os especialistas. Queríamos trazer todos para o debate”, disse um técnico da pasta, reservadamente.

O presidente Jair Bolsonaro já tinha alertado a equipe econômica a não tornar públicas as discussões sobre projetos que estão sendo elaborados. O alerta foi feito em agosto e, como não foi cumprido, no fim daquele mês o presidente disse em um evento em Minas Gerais que o programa Renda Brasil estava “suspenso”, já que o time de Guedes queria tirar dos “pobres” ao dar aos “paupérrimos” ao propor o fim de benefícios como o abono salarial. Foi o primeiro cartão amarelo.

O segundo cartão amarelo, quase um vermelho automático, veio nesta terça-feira (15), após todos os veículos de imprensa noticiarem a ideia do congelamento das aposentadorias. Pessoas de dentro e de fora do governo dizem que o secretário Waldery está na “corda bamba”.

As comparações com o tributarista Marcos Cintra são inevitáveis. Cintra era secretário da Receita Federal e foi demitido em setembro de 2019 após divulgar à imprensa que pensava em criar um imposto sobre transações, semelhante à CPMF, para desonerar a folha de pagamentos, ideia que continua sendo gestada no Ministério da Economia.

Guedes coloca panos quentes e acalma mercado financeiro

Em evento do setor de telecomunicações, o ministro Paulo Guedes tentou colocar panos quentes. Ele disse que o cartão vermelho não foi para ele e que a mídia “distorceu” a sua ideia. O ministro classificou a decisão do presidente de enterrar o Renda Brasil como “sensata”. Porém, lamentou a perda de uma “oportunidade histórica” para mudar estruturalmente o Orçamento, desindexando, desobrigando e desvinculando receitas e despesas.

Por fim, tentou passar otimismo em relação à agenda econômica. Guedes falou que a decisão do presidente foi na direção da “responsabilidade fiscal”, pois o teto de gastos foi mantido, diminuindo a pressão sobre o Orçamento de 2021.

Também disse que a Economia segue trabalhando com a agenda de reformas e marcos regulatórios para recuperar a economia e destravar investimentos privados. E prometeu enviar o restante da reforma tributária em breve, com a proposta da desoneração da folha de pagamentos, que ele afirma ser capaz de gerar milhões de empregos.

As falas de Guedes surtiram efeito no mercado financeiro. A Bolsa de Valores de São Paulo, a B3, encerrou o dia com uma pequena alta de 0,02%, mantendo-se em 100 mil pontos. Já o dólar fechou com leve alta de 0,26% ante ao real, a R$ 5,2890.

Teto de gastos na berlinda de novo

Porém, as incógnitas ainda permanecem. Apesar de ter tirado a pressão sobre o Orçamento de 2021, ao não obrigar mais o governo a criar o Renda Brasil, o presidente deixou claro que há divergências de ideias entre ele e a equipe econômica. Enquanto Guedes e seu time defendem o ajuste fiscal e mudanças estruturais na economia, Bolsonaro vem barrando qualquer medida fiscal de caráter impopular que coloque em risco a sua reeleição em 2022.

Marcos Cintra escreveu em suas redes sociais que os ruídos são gerados entre as duas alas do governo porque o presidente não se envolve na formulação da política econômica. “Muito ruído desnecessário, pois o presidente acompanha a formulação da política econômica pelas manchetes de jornais. Assim, o poder de veto está nas mãos dos 'manchetistas' dos jornais”, disse o ex-secretário de Guedes.

Nesse embate, figura principalmente o teto de gastos. A regra criada em 2016 estabelece o limite anual das despesas do governo com base na inflação. O objetivo é barrar o descontrole do gasto público. O Ministério da Economia diz que o teto é o principal pilar macrofiscal da economia brasileira, garantindo credibilidade e juros e inflação baixas. Mas uma ala dentro do governo defende flexibilizar o mecanismo para poder aumentar os gastos com investimento e área social.

Por enquanto, essa ideia ainda não ganhou o aval público do Bolsonaro. Mas parlamentares aliados do presidente já saem em defesa da flexibilização do teto. É o caso do senador Chico Rodrigues (DEM-RR), vice-líder do governo no Senado.

Ele disse à Gazeta do Povo que não saiu do radar do Planalto uma melhoria no Bolsa Família para 2021. “Pro Bolsa Família, o presidente deve seguir a mesma orientação de antes: aumentar o valor do benefício e o número de famílias”, relatou. Questionado sobre como seria possível viabilizar fiscalmente esse aumento do Bolsa Família no ano que vem, o senador defendeu a flexibilização do teto de gastos.

“O teto de gastos tem que ser mantido, a não ser que se encontre outra equação no Congresso Nacional. O governo não vai cair em crime de responsabilidade. Agora, tem que ter alguma flexibilidade [no teto] no pós-pandemia, se não o país para. E o Congresso tem a responsabilidade de ajudar o governo a encontrar uma equação que permita flexibilizar o teto”, defendeu o senador.

Repercussão

Sem entrar na questão do teto de gastos e se atentando apenas à decisão de enterrar o Renda Brasil e manter o Bolsa Família, políticos e especialistas consultados pela Gazeta do Povo consideraram a posição do presidente acertada. O especialista em políticas públicas e diretor da FGV Social, Marcelo Neri, disse que mexer no BPC e nas aposentadorias e pensões seria um “suicídio político”.

“Tecnicamente, faria algum sentido, se o objetivo é combater a pobreza, mas politicamente seria um suicídio. O presidente teve a intuição correta nesse sentido”, disse Neri. “A medida proposta pela equipe econômica vai na contramão da opinião pública. Tinha algum suporte técnico, mas alguma ingenuidade política”, completou.

Ele lembrou que politicamente é inviável reduzir o BPC e acabar com a vinculação do piso previdenciário, ambos previstos na Constituição, pois, além de precisar aprovar uma proposta de emenda à Constituição (PEC), a mais difícil de passar no Parlamento, o Congresso rejeitou recentemente diminuir o valor do BPC, por exemplo. Inclusive, os parlamentares aprovaram um aumento da renda de acesso ao benefício, alta que só não está em vigor por decisão liminar do ministro do Supremo, Gilmar Mendes.

Professor de Economia da Universidade Federal de Brasília (Unb), Roberto Ellery disse que o Renda Brasil seria um “programa mal desenhado que pegaria carona no auxílio emergencial sem sequer contar com fontes de financiamento”. Ele acrescentou que o governo pode a partir de agora focar em aperfeiçoar o Bolsa Família. “O Bolsa Família é um programa de referência que, como toda política pública, deve ser aperfeiçoado e, se for o caso, ampliado.”

Opinião similar tem o senador Chico Rodrigues. “O presidente sempre toma decisões para acomodar um conflito. Se o presidente achou que deveria cancelar esse programa Renda Brasil e manter o Bolsa Família, não vai alterar em nada, pois o presidente vai manter o programa de auxílio social às famílias mais carentes”, afirmou.

25 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 25 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • A

    AMAURI

    ± 3 horas

    Com certeza, Bozo não é desse planeta. Tá na galáxia errada.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    AMAURI

    ± 3 horas

    Com certeza, Bozo não é desse planeta. Tá na galáxia errada.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    AMAURI

    ± 3 horas

    Com certeza, Bozo não é desse planeta. Tá na galáxia errada.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    AMAURI

    ± 4 horas

    Com certeza, Bozo não é desse planeta. Tá na galáxia errada.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • P

    Paulo Martins Rangel

    ± 4 horas

    Acho que o renda Brasil e sua divulgação, foi precipitação do PR e dos ministros da economia e cidadania. Depois se deram conta que não havia como cortar gastos para implementá-lo. Por isso penso que essa implosão do programa como se deu, foi combinada entre o PR e os ministros e, talvez, com o conhecimento da equipe de Paulo Guedes. O PR acabou com o problema criado pela divulgação desastrosa do programa, saindo-se bem politicamente, além de aliviar a pressão sobre Guedes e equipe. Estratégia dos envolvidos, ao que tudo indica, bem sucedida.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • D

    Deda

    ± 6 horas

    Tudo combinado: discurso, cenário. É o populismo estilo Bolsonaro. Ele sabe que não tem dinheiro pro renda brasil, então joga mrd nos seus auxiliares e fica bonito na foto. E tem quem acredita...

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • P

    Paulo roberto costa da silva

    ± 6 horas

    Depois de passar o dia de ontem assistindo o noticiário em diversos veículos e redes sociais, vejo que a Gazeta entra numa linha editorial semelhante a alguns veículos antibolsonarisfas quando o comentarista reflete a notícia como se o Presidente estivesse se desentendendo com o ministro Guedes quando, na verdade, o responsável foi o Secretário do Min da Fazenda que falou sem autorização de Guedes sem que o próprio Ministro em nenhum momento refletiu tal decisão ministerial a respeito. Apenas conjeturas mal colocadas. “Em boca fechada não entram moscas”!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • O

    orazio martini

    ± 6 horas

    Governo faz propostas, mas quem decide é o Congresso. Temos, no Brasil, profusão de “afirmações positivas contra a pobreza” entranhadas em qualquer atividade econômica que ninguém sabe quantificar quanto custam ao país e quanto realmente vai para a pobreza! Necessário um MINISTÉRIO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL para administrar e peneirar o quê poderia ser traduzidos em $ para um RENDA BRASIL. Simplificação do PT – após fracasso do FOME ZERO – foi inteligente, dando visibilidade e aglutinamento nas poucas “bondades” de FHC no Bolsa Família. Muita presunção supor que o ministério enxuto de Guedes dê sozinho ao país um RENDA BRASIL que não seja só sobrevivência e eternização da pobreza.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • X

    Xicote

    ± 7 horas

    Esse comentário foi removido por não estar de acordo com os Termos de Uso.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • F

    Freitas

    ± 8 horas

    Esse comentário foi removido por não estar de acordo com os Termos de Uso.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • L

    Luciano

    ± 9 horas

    O Guedes ainda não percebeu que também foi fritado? JB é um estelionatário eleitoral como Dilma foi.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    Magali R M Pivovar

    ± 9 horas

    Os Bolsonaros são terrivelmente calculistas que dá até a impressão de que o presidente está usando a própria equipe para se promover e ganhar a aprovação dos pobres e aposentados

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • R

    Roberto Garcia

    ± 10 horas

    Ficou bem patente que como os recursos sao limitados para dar pra uns tem que tirar de outros, nao tem milagres, a nao ser que se parta para o populismo e a demagogia.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • O

      orazio martini

      ± 6 horas

      Quem terá forças para tirar do establishment seus privilégios para favorecer os mais pobres? STF é garantia de permanência mesmo com derrotas em eleições. Só agora está para se aposentar compulsoriamente o ministro nomeado por Sarney! Qualquer benefício para os mais pobres sai do bolso dos menos pobres – não dos ricos!

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • P

    Paulo Afonso Pasquotto de Lima

    ± 10 horas

    Se não mexer com os parasitas, não tem salvação.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • pradojoseeduardo@gmail.com

    ± 11 horas

    Esse comentário foi removido por não estar de acordo com os Termos de Uso.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • J

    José Airton Gernano da Silva

    ± 12 horas

    Não temos um executivo com um mínimo de gabarito para neutralizar as intempéries da economia. Um liberalismo aloprado, não consegue prever que o desabastecimento traria problemas gravíssimos para a vida do cidadão comum, dos mais vulneráveis. Vejam que o aumento dos preços foi causado pela falta de planejamento sobre o consumo nacional. Não houve da parte do governo o mínimo de ações para manter as reservas de alimentos em níveis adequados. Todos os países civilizados assim o fizeram. O arroz é produto de consumo nacional que jamais deveria estar em desabastecimento. Isso vale para a carne bovina, para o soja e o milho. Temos um governo que atende aos interesses internacionais.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    2 Respostas
    • P

      Paulo Afonso Pasquotto de Lima

      ± 10 horas

      Esse comentário foi removido por não estar de acordo com os Termos de Uso.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • P

      Paulo Afonso Pasquotto de Lima

      ± 10 horas

      Esse comentário foi removido por não estar de acordo com os Termos de Uso.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • J

    jose roberto jordao

    ± 17 horas

    Será que ninguém percebeu que isso foi uma obra da Contra-inteligencia do Governo? Sim, percebam que ninguém iria vazar uma informação sigilosa de tamanha magnitude, sob pena de perder o cargo e a respeitável remuneração, se não fosse por ordem de algum assessor da própria inteligencia.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • C

    CSG

    ± 18 horas

    Esse comentário foi removido por não estar de acordo com os Termos de Uso.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • N

    NH4NO3

    ± 19 horas

    O Bozo fez o maior auê em cima do Renda Brasil e agora não quer nem ouvir falar kkkkk Vai confiar em um governo sem vergonha igual a estes. O pobre tá ferrado e não sabe. Ah, quem está de barriguinha cheia não deveria criticar quem recebe Bolsa Família, até porque, este pessoalzinho gordinho correu para baixar o aplicativo e pegar o Renda Brasil, que foi para dono de vincícola a dondocas da classe mais tosca do Brasil (classe média trabalhadora).

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    3 Respostas
    • O

      orazio martini

      ± 5 horas

      Condômino que bota fogo no prédio só para rir do síndico! Contra quem trabalha para sustentar compulsoriamente sinecuras de amebas da esquerda de Schadenfreude

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • R

      RPM

      ± 11 horas

      A Petezada fica louca com as decisões do Bolsonaro. BOLSONARO 2022.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • J

      José Airton Gernano da Silva

      ± 12 horas

      Não temos um executivo com um mínimo de gabarito para neutralizar as intempéries da economia. Um liberalismo aloprado, não consegue prever que o desabastecimento traria problemas gravíssimos para a vida do cidadão comum, dos mais vulneráveis.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

Fim dos comentários.