i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
ENERGIA

Itaipu bate recorde diário de geração pela 3.ª vez em cinco dias

Fenômeno El Niño, que trouxe mais chuvas para a Região Sul, ajudou a elevar a produção da hidrelétrica

  • PorDa Redação
  • 16/02/2016 17:23
Comportas abertas na usina de Itaipu: chuvas generosas colaboraram para o recorde de produção. | Divulgação/Itaipu Binacional
Comportas abertas na usina de Itaipu: chuvas generosas colaboraram para o recorde de produção.| Foto: Divulgação/Itaipu Binacional

Pela terceira vez em cinco dias, a hidrelétrica de Itaipu bateu seu recorde diário de produção de energia. Na segunda-feira (16), a usina gerou 330,2 mil megawatts-hora (MWh), maior número em seus quase 32 anos de operação.

A empresa havia produzido 322,3 mil MWh na quinta-feira (11), recorde quebrado no dia seguinte, com 323,9 mil MWh. Anteriormente, a maior marca era a do dia 20 de fevereiro de 2013 (322,2 mil MWh).

Segundo a assessoria de imprensa da empresa binacional, a produção de segunda-feira seria suficiente para abastecer o município de Foz do Iguaçu por sete meses, ou o Paraná durante quatro dias.

Senado vota nesta quarta (17) projeto que desobriga Petrobras de explorar pré-sal

Proposta do senador José Serra (PSDB-SP) permite que a empresa abra mão de ser a operadora única do pré-sal

Leia a matéria completa

O principal motivo para os recordes é o fenômeno climático El Niño, que altera o regime hidrológico no Brasil e provoca mais chuvas na Região Sul.

A influência positiva do El Niño vem sendo sentida desde o segundo semestre do ano passado, segundo a Itaipu. A produção no mês passado, por exemplo, foi a maior da história para meses de janeiro.

Meta

A meta para o ano todo é de voltar a superar a marca de 90 milhões de MWh, patamar que a hidrelétrica não atinge há dois anos.

No ano passado, a produção alcançou 89,2 milhões de MWh, nível suficiente para Itaipu retomar o título de maior geradora de energia do planeta, perdido em 2014 – pela primeira vez na história – para a hidrelétrica de Três Gargantas, na China.

“Com a volta das chuvas no Sudeste e Centro-Oeste e o gradativo enchimento dos reservatórios, o Brasil vai usando cada vez mais as hidrelétricas, ao mesmo tempo em que adquire condição para desligar, aos poucos, as termelétricas, projetando a diminuição da cobrança das bandeiras tarifárias. Itaipu contribui decisivamente para isso”, disse, em nota, o diretor-geral brasileiro de Itaipu, Jorge Samek.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.