Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
 | Marcelo Andrade/Gazeta do Povo
| Foto: Marcelo Andrade/Gazeta do Povo

Em relação a 2017, os brasileiros terminam 2018 mais felizes e satisfeitos com o emprego que têm, segundo dados do portal Love Mondays. A nota média de cinco fatores avaliados pelos funcionários e ex-funcionários da empresa apresentou crescimento neste último ano.

A satisfação geral passou de 3,59 no último trimestre de 2017 para 3,66, sendo 5 a nota máxima, no mesmo período deste ano. Remuneração e benefícios, oportunidade de carreira, cultura da empresa e qualidade de vida são os demais quesitos cuja nota média aumentou:

Remuneração e benefícios:
2018: 3,40
2017: 3,36

Oportunidade de carreira:
2018: 3,01
2017: 2,95

Cultura da empresa:
2018: 3,38
2017: 3,30
 
Qualidade de vida:
2018: 3,30
2017: 3,27

Considerando tais dados e as opiniões de especialistas consultados pela plataforma, o Love Mondays ainda apontou quais devem ser as principais tendências para o mercado de trabalho no próximo ano.

LEIA TAMBÉM: As 4 tendências que estão mudando o jeito de contratar no mundo

A primeira delas é a transparência nos processos seletivos. “Embora o ambiente de trabalho esteja mais transparente na comparação com dez anos atrás, ainda há muito o que melhorar quando o tema é processo seletivo”, escreveu o Love Mondays. Segundo 27 mil relatos de processos seletivos publicados no site, um quarto dos participantes nunca receberam feedback das empresas. 

“Numa época em que se pode facilmente rastrear todas as etapas de um processo de compra em um e-commerce, por exemplo, é difícil acreditar que os candidatos ainda fiquem no escuro em relação ao status de algo tão importante como um processo de seleção”, disse Luciana Caletti, CEO da plataforma. A expectativa é de que em 2019 a experiência do candidato seja mais valorizada pelas empresas e ganhe atenção.

Outra tendência é o uso da inteligência artificial pela área de recursos humanos, principalmente para otimizar processos de recrutamento e também gestão de desempenho dos funcionários, ciclos de feedback, retenção de talentos, entre outras funcionalidades.

LEIA TAMBÉM: O jeito de selecionar e contratar pessoas jamais será igual depois dessas startups

O empoderamento dos funcionários também deve ser maior no próximo ano. Luciana explica que os funcionários hoje “internalizam a cultura e valores da empregadora e cobram uma postura condizente” dos líderes.

Por fim, as empresas devem passar a valorizar mais a qualidade de vida e crescimento pessoal de seus funcionários. Um estudo da Glassdoor, empresa controladora do Love Mondays, apontou que o principal indicador de satisfação no trabalho é a cultura da empresa e seus valores, seguidos da qualidade de liderança e oportunidades de carreira. Isso deve ganhar importância.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]