Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a garantir nesta segunda-feira que o preço do gás natural não subirá no Brasil por causa da decisão do governo boliviano de nacionalizar as reservas do combustível, anunciada há uma semana.

- O fato de a Bolívia nacionalizar o gás não significa que vai faltar gás no Brasil. Nem vai faltar gás no Brasil e nem vai aumentar o preço do gás. Ele vai aumentar quando tiver que fazer a renovação de contrato. De cinco em cinco anos, a Petrobras tem que discutir e fazer o reparo no preço porque o preço sempre será uma coisa que tem uma combinação - disse Lula em seu programa semanal de rádio, "Café com o Presidente".

Segundo Lula, o governo vai negociar com os bolivianos para que o consumidor brasileiro do gás natural não sofra prejuízo.

- Quando nós formos negociar o preço do gás com a Bolívia, nós também vamos querer o melhor preço para o nosso consumidor e eles vão querer o melhor preço para a Bolívia e você vai encontrar um denominador comum.

O presidente lembrou que a Bolívia não é o primeiro país do mundo a nacionalizar seus recursos naturais. De acordo com ele, decisão como essa já foi tomada no Brasil, Chile, Argentina, Chile, Iraque, Irã, Líbia, México.

- Todos os países querem ser donos da riqueza que está no seu subsolo e a Bolívia tem no gás a sua única riqueza; portanto, o povo, de forma plebiscitária, escolheu nacionalizar o gás.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]