Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

O chef Júnior Durski conta que, mesmo com um grande crescimento nos últimos anos, ainda há um mercado grande a ser explorado pelo setor de restaurantes.

O que a primeira edição da Feira Mundo Gastronômico vai trazer para o mercado gastronômico local?

A feira vai dar a dimensão de toda a cadeia produtiva do mercado gastronômico de Curitiba. O setor não se restringe somente à atividade comercial, mas contempla todo o universo que o cerca, como fornecedores de alimentos e de equipamentos. Gera renda aos profissionais envolvidos, de todos os graus de instrução, incrementa o turismo e os serviços da cidade.

Qual é a avaliação do mercado curitibano?

Em Curitiba há um crescimento fantástico da atividade nos últimos anos e o mais importante é que a demanda ainda é maior do que a oferta. Por mais que o número de restaurantes cresça bastante a cada ano, percebe-se que existem ainda mais curitibanos requisitando por estes serviços.

É um bom negócio para se investir, então?

A feira vai ser muito útil para orientar as pessoas sobre isso também. É uma atividade que precisa de qualificação e muita dedicação. De acordo com a Abrasel, 72% dos bares e restaurantes fecham nos dois primeiros anos de atividade.

Quais os principais problemas?

O mercado de trabalho, como em todas as atividades, passa por alguns problemas. Temos grande oferta de profissionais com boa qualificação para os cargos de chef, por exemplo, mas ainda falta a mão-de-obra menos qualificada.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]