i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
copa

ONS adota medidas para evitar apagão durante jogos

Entre medidas, estão a sincronização de um número maior de geradores. Em dias de jogos, carga de energia tem variação muito grande

  • Poragência estado
  • 18/06/2010 15:23

O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) está adotando medidas preventivas para evitar apagões durante os jogos do Brasil na Copa do Mundo, por conta da grande variação na carga de energia ocorrida nesses dias.

Para evitar problemas, o ONS adotou medidas como a sincronização de um número maior de geradores, a redução do intercâmbio entre as regiões durante os jogos, maior controle de tensão e frequência, o adiamento de intervenções no sistema de transmissão e a recomendação às empresas do setor que mantenham esquemas especiais de emergência nos dias de jogo do Brasil.

Em comunicado distribuído na tarde desta sexta-feira (18), o ONS afirmou que houve grande variação na carga de energia durante o primeiro jogo, contra a Coreia do Norte, na última terça-feira, quando a carga caiu bruscamente antes do início do jogo (queda de 6,6 mil MW em 40 minutos) e teve alta ainda maior ao final do jogo (10,3 mil MW em 22 minutos). Tal movimento, diz o ONS, deveu-se ao fato de haver desligamentos de suspensão de atividades industriais durante o jogo do Brasil.

O retorno do consumo foi mais alto porque coincidiu com o horário de pico do final da tarde, em razão da entrada da iluminação pública. A taxa de elevação, comentou o ONS, foi de 170 MW por minuto. Para o próximo domingo, quando o Brasil volta a jogar às 15h30 (de Brasília), é esperada um elevação menor, mas mesmo assim significante, em torno de 3 mil MW.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.