i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Mercado financeiro

Temores na zona do euro persistem e Wall Street cai

Mas as ações terminaram longe das mínimas, conforme o dólar reduzia os ganhos e os papéis dos setores de energia e financeiro subiram no final da sessão

  • PorReuters
  • 29/11/2010 17:31

As bolsas de valores dos Estados Unidos terminaram em baixa numa segunda-feira de reduzido volume, por preocupações de que a crise de crédito na Europa se espalhe apesar do acerto no final de semana de um acordo para socorrer a Irlanda.

Mas as ações terminaram longe das mínimas, conforme o dólar reduzia os ganhos e os papéis dos setores de energia e financeiro subiram no final da sessão.

O índice Dow Jones, referência da Bolsa de Nova York, recuou 0,36 por cento, para 11.052 pontos. O termômetro de tecnologia Nasdaq caiu 0,37 por cento, para 2.525 pontos. O índice Standard & Poor's 500 perdeu 0,14 por cento, para 1.187 pontos.

A correlação entre o euro e as bolsas tem se tornado mais visível nas últimas semanas, à medida que problemas de dívida no continente europeu recrudesceram, com investidores vendendo a moeda única e ações.

"Diga-me como o euro vai se sair e lhe direi para onde o mercado (acionário) vai", disse Michael James, operador sênior do banco regional de investimento Wedbush Morgan, em Los Angeles.

Os papéis de bancos e de companhias do setor de energia tiveram um desempenho melhor que o da média do mercado, conforme os futuros do petróleo subiram 2,3 por cento e as ações bancárias recuperaram parte das recentes perdas.

O índice de bancos KBW subiu 1 por cento, ajudado pela valorização de 1,5 por cento de Bank of America. A Exxon Mobil reverteu a queda inicial e fechou em alta de 0,3 por cento.

O fraco volume se somou à volatilidade, e operadores voltaram-se para fatores técnicos na falta de mais notícias sobre os fundamentos econômicos.

O índice S&P 500 chegou a recuar abaixo da média móvel de 50 dias, mas se recuperou e manteve esse patamar como o piso de uma estreita faixa de oscilação.

Na cola de um começo mais forte que o esperado da temporada de vendas no varejo, investidores embolsaram lucros após um rali de duas semanas nas ações de varejistas. O índice S&P para esse segmento caiu 0,7 por cento.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.