Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Seja a criança que vai à escola pela primeira vez ou aquela que mudou de colégio, veja como agir para diminuir o fardo da adaptação escolar: Abra o jogo

Os pais devem explicar por que a criança está indo para a escola e dizer que irão buscá-la para voltar para casa depois de um tempo. Não crie falsas expectativas. Se disser à criança que vai estar na escola caso ela precise de algo, fique.

Acompanhe à escola

No geral, indica-se ficar com a criança em algumas aulas durante até sete dias. Porém, tudo depende da segurança emocional de cada criança. Vale lembrar que não é emocionalmente saudável ir embora sem se despedir do seu filho.

Mantenha contato

Esteja sempre em contato com professores e coordenadores pedagógicos para avaliar como está a adaptação e o progresso da criança.

Leve um objeto familiar

Isso cria um laço entre a escola e a casa da criança, especialmente para os pequenos. Eles passam a enxergar a escola como uma extensão da casa e isso pode facilitar a adaptação.

Aprenda a lidar com o choro

Mantenha um diálogo com a escola para decidir como agir nesses casos. Tenha em mente que, muitas vezes, a criança chora, mas, logo em seguida, para e começa a brincar com os coleguinhas.

Fomente novas amizades

No caso de mudança de escola, não ver os amigos mais queridos com tanta frequência pode ser motivo de ressentimento. Por isso, além do professor inserir a criança nas atividades de sala de aula, cabe aos pais tentar dar um empurrãozinho nas novas relações de amizade.

Decida em conjunto

Quanto mais madura for a criança, mas fácil tende a ser a mudança. No caso dos mais velhos, depois de uma triagem inicial das escolas que mais agradam aos pais, levar a criança para conhecer os espaços e perguntar a opinião dela podem ser atitudes favoráveis que ajudarão na adaptação.

Fonte: Ursula Marianne Simons, psicopedagoga.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]