i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Série A

Atlético bate o Goiás e vence a segunda consecutiva

Com gols de Manoel, no primeiro tempo, e de Maikon Leite, na segunda etapa, Furacão faz 2 a 0 no Esmeraldino e consegue primeiro triunfo como visitante

  • PorFernando Rudnick
  • 25/07/2010 15:01
Maicon Leite comemora com Paulo Baier a vitória do Atlético sobre o Goiás | Carlos Costa / Futura Press
Maicon Leite comemora com Paulo Baier a vitória do Atlético sobre o Goiás| Foto: Carlos Costa / Futura Press

FICHA TÉCNICA: Confira como foi o lance a lance de Goiás x Atlético

CLASSIFICAÇÃO - Veja como está a tabela do Campeonato Brasileiro

PRÓXIMOS JOGOS: Saiba quais serão os próximos confrontos da Série A

Se na última quarta-feira (21), contra o Santos, o Atlético voltou a sorrir, neste domingo (25), o torcedor rubro-negro escancarou um sorriso que há tempos não era visto. Com uma vitória por 2 a 0 sobre o Goiás no Serra Dourada, o Furacão conseguiu seu primeiro triunfo fora de casa na Série A e solidificou sua reação na competição.

O zagueiro Manoel, no primeiro tempo, e o atacante Maikon Leite, que substituiu Alex Mineiro na segunda etapa, definiram o marcador favorável. O resultado coloca a equipe de Paulo César Carpegiani na 13ª colocação e afasta um pouco o perigo da degola.

Além de competência para marcar duas vezes, o Rubro-Negro contou com a sorte para derrotar o Esmeraldino. Em três oportunidades o rival acertou a trave do goleiro Neto. Explorando os contragolpes sempre com muita velocidade, mas sem tanta precisão nos arremates, o Atlético assustou o goleiro Rodrigo Calaça várias vezes e poderia ter ampliado o placar. Bruno Mineiro, na primeira etapa, também teve um gol corretamente anulado.

No próximo sábado (31), também longe da torcida, o Atlético enfrenta o Fluminense, pela 12ª rodada.

Primeiro tempo

Em um primeiro tempo com quatro chances claras de gol, só o Atlético marcou. Colocou a bola na rede, aliás, duas vezes, mas só uma contou. Bruno Mineiro teve um gol anulado aos 11 minutos. O atacante havia acertado um lindo chute de fora da área, porém, seu conterrâneo Alex Mineiro ajeitou a bola com o braço no lance anterior e o árbitro Ricardo Marques Ribeiro invalidou a jogada.

Jogando em casa, o Goiás finalizava muito mais do que os rubro-negros. Contudo, a pontaria não era das melhores. Bernardo, em cobrança de falta, acertou o travessão do goleiro Neto, aos 23’. O ex-atleticano Rafael Moura, aos 28’, também chutou na trave.

Um minuto antes, na única finalização válida dos visitantes, veio a vantagem no placar. Paulo Baier cobrou escanteio da direita, a bola sobrou com Bruno Costa do outro lado. O zagueiro fintou um adversário e cruzou na medida para Manoel, que voltava ao time após cumprir suspensão do STJD, testou com força para o gol. No fim da etapa, o arqueiro Rodrigo Calaça bobeou e Paulinho quase ampliou.

Segundo tempo

O Goiás pressionou muito no segundo tempo. Mas quem cansou de perder chances foi o Atlético. Como os donos da casa precisavam do empate, os paranaenses tinham muito espaço para tentar ampliar e definir o jogo.

O goleiro Neto precisou aparecer em dois lances. Aos 9’, Wellington Saci bateu cruzado da entrada da área e foi parado pelo arqueiro. Depois, aos 33’, Ernando cabeceou sozinho. Novamente o goleiro defendeu.

Além disso, apesar insistência goiana, foi o Furacão quem realmente assustou. Chico tentou em cobrança de falta, aos 5’. Paulo Baier fez um ótimo lançamento aos 22’. Bruno Mineiro recebeu de frente para o gol, tocou para Maikon Leite, que perdeu de maneira incrível.

Apostando na velocidade de Maikon, o Atlético ainda criou outras três oportunidades para marcar. Em uma delas, aos 35’, o avante recebeu na área, bateu cruzado e fechou o placar.

Lá atrás, a defesa se segurou e não sofreu gols pela segunda partida seguida. Rafael Moura ainda assustou, mas a trave impediu que a pressão dos donos da casa fosse ainda maior.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.