O Brasil conquistou ouro e bronze neste domingo no Aberto da Rússia, pela 15ª etapa do circuito mundial de vôlei de praia. Em final emocionante na quadra central da arena de São Petersburgo, Pedro e Harley derrotaram os anfitriões Dmitri Barsouk e Igor Kolodinsky por 2 sets a 0 (21/14 e 23/21), levando a medalha de ouro sem perder um único set. O terceiro lugar ficou com Márcio e Fábio Luiz, que não encontraram dificuldades para vencer os compatriotas Franco-Pedro Cunha (21/11 e 21/13) e completar a festa verde e amarela no pódio. Segundo os campeões, foi preciso muito esforço para conquistar o título de forma invicta.

- Esse bom desempenho é resultado de trabalho e raça. Participamos de todas as etapas do circuito e, mesmo cansados, fizemos um período de treinamento na Noruega na semana passada em lugar de descansar- conta Pedro Solberg.

Está é a segunda vez que um time brasileiro conquista o Aberto da Rússia de forma invicta. No ano passado, Márcio e Fábio Luiz foram campeões vencendo os seis jogos da chave principal, todos em dois sets. Pedro e Harley, entretanto, precisaram jogar mais vezes que os colegas. Saídos do qualifying, fizeram oito partidas na antiga sede do império russo para alcançar uma inédita seqüência de 14 vitórias.

- Entramos em quadra sempre muito motivados e confiantes e isso tem feito a diferença - completa Harley, que é o primeiro jogador abaixo de 22 anos a ganhar três etapas do circuito mundial no mesmo ano.

Pedro e Harley superam os donos da casa com raça

Com bom desempenho junto à rede, Pedro foi fundamental no domínio imposto a Barsouk-Kolodinsky no primeiro set. Com apoio da torcida, os locais saíram na frente na segunda parcial, bem mais equilibrada, mas não foram capazes de conter os visitantes. Pedro e Harley igualaram o marcador em 15 a 15 e, depois, em 19 a 19. A disputa então seguiu ponto a ponto até que os brasileiros selaram a conquista do segundo título consecutivo em apenas duas semanas.

Márcio e Fábio Luiz lutam pelo primeiro título mundial

Márcio e Fábio Luiz subiram ao pódio pela sétima vez nesta temporada. Com mais 480 pontos, a equipe que luta pelo primeiro título mundial manteve a segunda colocação no ranking e diminuiu a diferença em relação aos líderes, os tetracampeões Ricardo-Emanuel.

Pedro e Harley consolidam a quarta posição e já ameaçam Barsouk-Kolodinsky. Os brasileiros somam agora 5.400 pontos contra 5.770 dos russos, que ainda não venceram nenhuma etapa, mas conservam as chances de ser campeões. Se Pedro e Harley não brigam mais pelo título, seguem alimentando chances reais de assumir uma das duas vagas nacionais nas Olimpíadas de Pequim. A contagem para definir os dois representantes do país nos Jogos levará em conta os oito melhores resultados no circuito mundial a partir de 1º de janeiro de 2007.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]