Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
David Villa beija escudo da seleção espanhola após gol na partida contra Austrália | Daniel Castellano/Gazeta do Povo
David Villa beija escudo da seleção espanhola após gol na partida contra Austrália| Foto: Daniel Castellano/Gazeta do Povo

A boa vitória da Espanha por 3 a 0 diante da Austrália, na tarde desta segunda-feira (23), em Curitiba, reforçou o desapontamento do público em relação aos atuais campeões mundiais. A sensação de "poderia ter sido melhor" também ficou evidente nas declarações do treinador espanhol Vicente Del Bosque, durante a coletiva após o jogo.

"Neste jogo, nós tivemos uma apresentação digna. Conseguimos dominar o jogo e todos os jogadores apresentaram uma concentração boa", afirmou Del Bosque.

David Villa também destacou a frustração de sair de forma precoce do Mundial. O craque da camisa 7 da "La Roja" fez um gol de letra após jogada de Juanfran pela direta. "Acho que depois das primeiras partidas, nós tínhamos que nos despedir bem, fazer uma boa apresentação contra Austrália, e conseguimos. Estou satisfeito por participar do primeiro gol. Mas estamos saindo um pouco tristes porque pensamos que ficaríamos mais por aqui", disse Villa, após receber o prêmio de melhor jogador da partida. Dupla despedida?

Villa e Del Bosque podem ter participado da última partida pela seleção espanhola. Mesmo com os rumores de que sairão da seleção, os dois ainda deixaram um tom de mistério. Villa afirmou que quer ficar, mas como jogará pela Major League Soccer, nos Estados Unidos, ficará alguns meses sem jogar no resto do ano, o que o coloca em situação difícil para ser convocado novamente.

"Eu sempre disse que gostaria de jogar na seleção porque sempre fiz isso. É uma coisa com a qual sempre sonhei e tenho consciência de que não vai ser possível. A Copa acabou. Decidi ir pra Major League Soccer. E vou ficar meses sem competir, mas é normal. Por mim jogaria a vida inteira. Vamos ver, vou me esforçar, mas depois disso, se o treinador achar que posso voltar...", afirmou, deixando no ar a possibilidade de retorno à Fúria.

Já Del Bosque disse ainda que pretende conversar com calma com o presidente da Real Federação Espanhola. Segundo ele, no entanto, não há prazo definido para decisão final. "Não tenho prazo para tomar decisão. Vou conversar com presidente da federação para saber a melhor situação para o nosso futebol", declarou.

Fim de uma geração

Para Del Bosque, a Espanha já tem base de jogadores para garantir um futuro promissor. "Eu já sou técnico da seleção há seis anos e, durante esse tempo, sempre nos mantivemos no primeiro lugar no ranking. Foi uma geração que fez escola. Bom, dessa vez a gente perdeu e temos que perder com a cabeça erguida. Acho que o futuro da seleção espanhola estará sempre a salvo independente do técnico. Temos uma boa base que ainda não são veteranos e, com tranquilidade, vão enfrentar o futuro", afirmou o espanhol.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]