Recuperado da pubalgia, atacante Leonardo já marcou dois gols com a camisa coxa: prêmio para a persistência | Pedro Serápio / Gazeta do Povo
Recuperado da pubalgia, atacante Leonardo já marcou dois gols com a camisa coxa: prêmio para a persistência| Foto: Pedro Serápio / Gazeta do Povo

Mistério tático no Alviverde

Ney Franco fez mistério até a hora do embarque. Sem poder contar com o zagueiro Pereira e o volante Andrade, ambos suspensos, não definiu que volta a usar o 4-4-2 ou segue no 3-5-2 na partida contra o Brasiliense, hoje, às 21 horas, no Distrito Federal.

Leia a matéria completa

Não foi apenas o Coritiba que se reergueu com a volta ao Couto Pereira, sábado, após dez jogos de suspensão na Série B pelo quebra-quebra de vândalos no estádio ano passado. Para o atacante Leonardo, confirmado como titular para a partida de hoje, diante do Brasiliense, em Taguatinga, às 21 horas, o gol marcado contra a Portuguesa na volta do time para casa também representa uma vitória particular.

Por exatos dois anos, de setembro de 2007 a setembro de 2009, Leonardo ficou impedido de jogar por causa de uma inflamação no púbis – mesma lesão que forçou a aposentadoria precoce do tenista Gustavo Kuerten, o Guga, e que comprometeu o rendimento de Kaká na Copa da África do Sul. Como se não bastasse a gravidade da lesão, Leonardo ainda foi acometido por uma infecção hospitalar em uma das quatro cirurgias a que foi obrigado a fazer para tentar retornar ao futebol.

Ano passado ele retornou a jogar, vestindo a camisa do Avaí. Chegou a ser artilheiro do time no Campeonato Catarinense desse ano, com 8 gols. Mesmo assim, ele mesmo admite que ainda não estava 100% recuperado. A recuperação total, tanto da lesão quanto da autoconfiança para voltar a jogar bem veio agora, no Coritiba.

No começo desse mês, Leo­­nardo aceitou o convite para jogar no Coxa. Sem espaço no Avaí, comandado por Antônio Lopes, o atacante viu no convite alviverde a oportunidade de voltar à boa fase, quando foi artilheiro e destaque do Paraná no Bra­­sileirão da Série A de 2006, cuja campanha garantiu a classificação do Tricolor à Libertadores da América e, a ele, um contrato com o Flamengo no ano seguinte.

Recém-integrado ao grupo, com apenas duas semanas de Alto da Glória, o atacante comemora o retorno particular e do clube. Leonardo foi titular nos três últimos jogos e marcou dois gols – o outro foi contra o América-MG, no empate por 1 a 1. "Para mim esse jogo [contra a Lusa, sábado] foi muito especial. Primeiro porque fazia muito tempo que não jogava com um estádio bonito assim, cheio. Segundo, porque só tenho a agradecer à diretoria do Coritiba, que mesmo depois de dois anos parados, enxergou em mim o perfil para o projeto do clube", reconhece Leonardo.

Sobre a adaptação, Leonardo diz que o processo está sendo fácil por já ter morado em Curitiba. Mas, principalmente, por reencontrar Ney Franco e a comissão técnica com quem trabalhou no Flamengo em 2007. "O fato de eu já ter trabalhado com o Ney me ajudou muito. Me deu muita confiança para esse meu recomeço", atesta o jogador.

Ao vivo

Brasiliense x Coritiba, às 21 horas, no SporTV e no tempo real da Gazeta do Povo.

* * * * *

Taguatinga, 21 h

Brasiliense

Gatti; Schmöller, Santiago e Dezinho; Cicinho, Thiaguinho, Ruy, Iranildo e William; Bebeto e Acosta.

Técnico: Adelson de Almeida

Coritiba

Édson Bastos; Jéci, Cleiton e Lucas Mendes (Marcos Paulo); Ângelo, Leandro Donizete, Léo Gago, Tcheco e Enrico; Rafinha e Leonardo.

Técnico: Ney Franco

Estádio: Serejão. Árbitro: Péricles Bassils Pegado Cortez (Fifa/RJ). Auxs.: Fabrício Vilarinho da Silva (G) e Fabio Pereira (TO)

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]