Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Carlos de la Corte, arquiteto do COL (de gravata azul), é recebido por (da direita para a esquerda) Derosso, Márcio Celso Cunha e Algaci Túlio | Daniel Castellano / Agência de Notícias Gazeta do Povo
Carlos de la Corte, arquiteto do COL (de gravata azul), é recebido por (da direita para a esquerda) Derosso, Márcio Celso Cunha e Algaci Túlio| Foto: Daniel Castellano / Agência de Notícias Gazeta do Povo

Curitiba recebeu nesta segunda-feira (18) a visita do arquiteto do Comitê Organizador Local (COL) da Copa de 2014, Carlos de la Corte. O arquiteto brasileiro não concedeu entrevistas e foi à Arena da Baixada participar de reunião com a organização local do Mundial. A visita foi informada aos membros do comitê organizador apenas na tarde de domingo.

"É uma visita bastante técnica. Agora a equipe da FIFA está completa para acompanhar os projetos. Periodicamente virão e avisam 5 ou 6 horas antes. A expectativa de Curitiba é boa e estão satisfeitos com o andamento do processo," disse Luiz de Carvalho, gestor de Curitiba para a Copa, um dos que receberam de la Corte.

O Atlético foi representado na reunião pelo arquiteto Carlos Arcos, pelo engenheiro Flávio Vaz e pelo superintendente Renato Requião. O município, além de Carvalho, foi representado pelo prefeito em exercício João Claudio Derosso e pelo vereador Mario Celso Cunha. O estado foi representado pelo secretário especial da Copa, Algaci Túlio.

Campos de treinamento

Um tema abordado na entrevista de Luiz de Carvalho foi o dos campos de treinamento disponíveis na cidade. "Nós, quando apresentamos o projeto da cidade, apresentamos o CT do Atlético, o do Coritiba e o do Paraná. Nós temos opções satisfatórias para cumprir exigências dos treinamentos de seleções," disse Carvalho.

Ele apontou o que todos os locais que receberão treinos abertos precisarão ter. "Capacidade de CT do Atlético é boa e a seleção esteve lá antes da Copa. O Coritiba tem um excelente CT e o Paraná tem o CT da Gralha (Ninho da Gralha). Curitiba está bem servida de infraestrutura. Para receber treinamentos abertos não são propriamente estádios, mas eles exigem capacidade mínima de imprensa e espaço para 2 a 3 mil torcedores," explicou.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]