Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Apesar de ter sido considerado culpado e penalizado pelos comissários do GP do Canadá pelo acidente com Felipe Massa, o mexicano Sergio Perez culpou o piloto da Williams pela batida.

"Eu estava na mesma trajetória e freando no mesmo local das voltas anteriores e simplesmente fui acertado na traseira pelo Massa. Havia bastante espaço à minha esquerda para ele tentar uma ultrapassagem limpa e não entendo porque ele se colocou naquela posição", afirmou Perez, que vinha na quarta posição na corrida deste domingo (8) quando ocorreu o acidente.

O piloto da Force India disse que viu várias vezes imagens da batida e que tem certeza que Massa foi quem jogou o carro para a direita.

"Ele deve ter mudado de ideia e quis voltar para a tomada da curva. O erro de julgamento dele acabou me custando muitos pontos", disse o mexicano, que foi punido com a perda de cinco posições no grid da próxima etapa da F-1, o GP da Áustria, por ter causado o acidente que levou os dois pilotos ao hospital - ambos foram dispensados após exames.

Os comissários da prova analisaram imagens da batida, bem como a telemetria dos carros para dar a punição a Perez.

Segundo Rob Smedley, chefe dos engenheiros da Williams, mensagens de rádio do mexicano com a Force India mostravam ainda que ele tinha problemas de freio em seu carro.

"Sergio reclamou que estava sem freios traseiros e a equipe mandou que ele continuasse na pista se pudesse. Para mim isso era mais que evidente que ele deveria ter abandonado a prova", afirmou Smedley.

"Veja o caso do Lewis [Hamilton]. Por causa do problema que ele teve nos freios ele teve de abandonar. Um cara que está lutando pelo campeonato parou. Estou realmente perplexo com o que aconteceu e por sorte os dois pilotos estão bem".

Perez, porém, disse que seu carro tinha totais condições de permanecer na pista."Só tivemos que fazer alguns ajustes, mas mostramos que dava para continuar na prova até o momento em que fui arrastado. Outros carros tinham problemas semelhantes e foram até o fim da prova. Se alguém acha que era possível segurar dois Red Bulls por tanto tempo como fiz com 'problemas terminais' no carro está completamente equivocado", rebateu o piloto mexicano.

Massa disse ter tentado falar com Perez ainda no centro médico do circuito canadense, mas ele lhe deu as costas.

"A gente está correndo a mais de 300 km/h e o que ele fez foi muito perigoso. Queria que ele se colocasse no meu lugar e aprendesse. Para mim esta punição de cinco posições é muito pouco, ainda mais porque não é a primeira vez que ele faz algo assim", disse Massa.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]