Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

O futuro de Bruno Senna na temporada 2010 da Fórmula 1 está incerto. De acordo com a revista alemã "Auto Motor und Sport" e o jornal finlandês "Turun Sanomat", a Campos, equipe do piloto brasileiro, ainda não pagou à construtora Dallara pelo desenvolvimento do carro, nem mesmo o valor referente para disputar a temporada 2010. Caso a Campos não consiga quitar os débitos atrasados, ela não poderá disputar o Mundial, que começa em 14 de março.

Já segundo informações da revista inglesa "Autosport", uma solução para a crise financeira já foi apresentada. O chefe da A1 GP, Tony Teixeira, entraria com investimentos na equipe. "Temos negociações em andamento e esperamos que a situação seja finalizada nos próximos dias", disse uma fonte da Campos à revista.

A Dallara também está negociando com a Stefan GP, equipe que teria o aval do chefão da F-1, Bernie Ecclestone, para entrar no lugar da Campos, caso esta não possa competir nesta temporada. No entanto, enquanto a equipe de Senna terá um carro totalmente produzido pela construtora, a concorrente sérvia apenas usará a empresa para trabalhar no desenvolvimento do chassis já comprado da Toyota.

Os pilotos da Stefan GP seriam Ralf Schumacher e Kazuki Nakajima, além da especulação de que a equipe proporcionaria o retorno de Jacques Villeneuve à Fórmula 1.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]