Jogadores do Coritiba lamentam o segundo gol do Cruzeiro, marcado por William. | Araceli Souza/Folhapress/
Jogadores do Coritiba lamentam o segundo gol do Cruzeiro, marcado por William.| Foto: Araceli Souza/Folhapress/

Com seis desfalques, o Coritiba não resistiu ao Cruzeiro, no Mineirão, na noite deste domingo (27) e perdeu por 2 a 0 –gols do lateral Ceará e do atacante Willian. O resultado negativo freia a arrancada alviverde no Brasileiro. O time vinha de duas vitórias nas últimas rodadas, contra Flamengo e diante do rival Atlético.

Os resultados do fim de semana, porém, minimizaram o revés do Coritiba fora de casa. Dos seis times que estão abaixo do Coxa na tabela, apenas o Vasco venceu. Com isso, a equipe do Alto da Glória segue em 14º lugar, com 33 pontos.

TABELA: veja como está a classificação da Série A

Em Belo Horizonte, o técnico Ney Franco precisou promover mudanças decisivas no estilo de jogo coxa-branca. Negueba e Lúcio Flávio cumpriram suspensão automática, assim como o atacante Henrique Almeida, artilheiro do Coxa na competição com oito gols. O volante Alan Santos, o meia Ruy e o atacante Kléber, também titulares na equipe, estão em recuperação no departamento médico e não puderam atuar.

Para Ney Franco, crise do WhatsApp selou evolução do Coritiba e salvou seu cargo

Leia a matéria completa

Na partida, o ataque alviverde foi o setor mais prejudicado com os desfalques. O alto número de finalizações erradas no jogo refletiu a dificuldade da equipe.

O técnico Ney Franco preferiu valorizar a ofensiva do time, que adotou a estratégia dos contra-ataques. “Eles jogaram com sangue nos olhos e o nosso gol não saiu por uma infelicidade”, analisou o treinador

A zaga alviverde também sofreu pressão com a equipe desfigurada. Depois de dois jogos sem tomar gol, a defesa não resistiu à falta de encaixe tático no meio de campo.

Um dos destaques do setor defensivo do Coxa, o zagueiro Juninho foi expulso, aos 39 do segundo tempo, após agredir o lateral-direito Fabiano. A atitude foi fortemente criticada pelo técnico. “Foi uma expulsão de principiante. Estávamos pressionando e não poderíamos ter uma expulsão, mas vai servir de lição para todo mundo”, disse o comandante alviverde.

No próximo sábado (3), às 18h30, o Coritiba recebe o Atlético-MG, no Couto Pereira. A partida será realizada com portões fechados, já que o Coxa foi punido por uma briga da torcida organizada do Sport dentro do Couto Pereira, na 22ª rodada. Ney Franco criticou a decisão do STJD. “Antes de falar de desfalques, é preciso falar da questão jurídica. É inconcebível o Coritiba ser punido por uma briga da torcida adversária”, disparou. O clube ainda tentará recorrer da decisão.

Confira quem foram os destaques da partida:

Craque

Ceará

Autor do primeiro gol cruzeirense, o lateral-direito aproveitou a falha de Guilherme Parede para chutar de fora da área e acertar um chute no ângulo.

Bonde

Juninho

O zagueiro foi expulso em um momento importante da partida, quando o Coritiba tinha superioridade numérica e pressionava o Cruzeiro. Em um lance de descontrole emocional, Juninho deu uma cotovelada no rosto do lateral-direito Fabiano.

Guerreiro

Willian

Presente nas principais jogadas do Cruzeiro, o atacante foi o responsável pelo segundo gol do time mineiro.

Chave do jogo

Posse de bola. Depois de ditar o ritmo logo nos primeiros minutos na partida, o Cruzeiro definiu a atitude do Coritiba no jogo. Com a retenção de bola, o Alviverde teve que abrir mais o esquema tático para arriscar nos ataques. O ponto foi decisivo para os dois gols cruzeirenses, até mesmo no segundo tempo, quando o Coritiba levou pressão à equipe mineira.

Gols

1º Tempo

22 minutos: Depois de uma falha na intermediária do Coritiba, o lateral-direito Ceará roubou a bola e arriscou chute de longe, para abrir o placar no Mineirão com uma bola no ângulo direito.

2º Tempo

20 minutos: Em um contra-ataque puxado pelo zagueiro Manoel, o ataque cruzeirense tabelou a bola para o atacante Willian ampliar o placar na pequena área.

Cartões

Amarelos

João Paulo (Coritiba)

Vermelhos

Paulo André (Cruzeiro)

Juninho (Coritiba)

Suspensos

Paulo André (Cruzeiro)

Juninho (Coritiba)

Próximos jogos

Cruzeiro: Grêmio (C), Atlético (F), Fluminense (C)

Coritiba: Atlético Mineiro (C), Joinville (F), Ponte Preta (F)

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]