Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
JJ Morales ganhou ação na Justiça contra o Paraná. | Jonathan Campos/Gazeta do Povo
JJ Morales ganhou ação na Justiça contra o Paraná.| Foto: Jonathan Campos/Gazeta do Povo

O atacante argentino Juan José Morales, que defendeu o Paraná em 2013, ganhou em primeira instância na Justiça uma ação trabalhista que movia contra o Tricolor, que agora terá de pagar cerca de R$ 200 mil para o atleta.

A sentença foi emitida pelo juiz José Wally Gonzaga Neto, da 4.ª Vara do Trabalho de Curitiba, na última segunda-feira (9). O Paraná pode recorrer. Procurado, o vice-presidente jurídico do clube, Luiz Berleze, evitou comentar o caso.

Morales, que anotou seis gols pelo Tricolor na campanha da Série B de 2013 e recebia cerca de R$ 30 mil mensais, cobrava salários atrasados referentes aos meses de outubro e novembro daquele ano, assim como FGTS, 13.º salário e férias proporcionais, que totalizam cerca de R$ 100 mil.

Além disso, o gringo, que atualmente defende o All Boys, da segunda divisão da Argentina, pediu uma indenização por danos morais. A alegação é de que, por causa dos atrasos de ordenados, o jogador teve cheques devolvidos e impactos em sua vida financeira. O juiz julgou procedente o pedido de Morales e estipulou o valor a ser recebido em R$ 30 mil.

O clube também foi condenado a pagar multa referente ao artigo 467 da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). O texto da lei diz que, em caso de rescisão de contrato de trabalho, o empregador é obrigado a pagar ao trabalhador a “parte incontroversa das verbas devidas”, ou seja, o valor original dos rendimentos mensais não quitados, sob pena de acréscimo de multa de 50% no valor total devido.

Segundo Vinícius Fragoso, um dos advogados de Morales, o atleta vem tentando seguidos acordos com a diretoria paranista desde o fim de 2013. No entanto, nunca recebeu uma resposta dos cartolas. O jogador tentou inclusive um retorno ao clube em 2015, onde aceitaria parcelar os valores que tem a receber, e que seriam acrescidos mensalmente ao seu salário, mas não houve interesse do Paraná.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]