O técnico Ivo Wortmann não conseguiu se esquivar das perguntas sobre a possibilidade do meia-atacante Marcelinho Paraíba ser o novo reforço do Coritiba. Durante a entrevista coletiva após a vitória alviverde sobre o Holanda por 3 a 0, nesta quarta-feira, o treinador explicou que caso o jogador seja mesmo contratado, ele não terá privilégio algum.

"Joga quem estiver produzindo. O problema se ele recebe muito e não é titular não é meu. Sou pago para privilegiar que mais produz no momento. Não vou tirar um Renatinho, por exemplo, no momento em que ele esta agora. O Ramon chegou, mas vai ter que aguardar a sua chance. É assim com todos. O salário não escala ninguém", afirmou Wortmann.

O treinador fez questão de afirmar que possíveis diferenças salariais – "Eu não faço idéia sobre o quanto cada um deles ganha. Não é minha responsabilidade", disse – não podem servir como motivação para todos os jogadores. "Cada pessoa tem o seu valor. O valor tem muito a ver com histórico, currículo. Não existe esse negócio de ciumeira entre os jogadores. Acho que isso pode se tornar um desafio para quem está começando agora querer chegar onde este outro pode estar".

Apesar de garantir que não vai escalar Marcelinho Paraíba, caso ele seja contratado, apenas pelo nome, Wortmann elogia a qualidade do jogador. "As coisas não estão definidas ainda. Não posso falar do Marcelinho com jogador do Coritiba, mas ninguém fica dez anos na Alemanha de graça. Ele foi ídolo onde passou. Jogou muito no Grêmio, no São Paulo. É um jogador que faz gols. Não é de área, mas sabe marcar".

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]