A equipe do Atlético Paranaense não reclamou do resultado de 2 a 2 com o São Paulo, na tarde deste domingo, no Morumbi. O alvo das críticas dos jogadores foi o árbitro Wilton Pereira Sampaio, que se omitiu em alguns lances capitais na partida, na opinião dos atleticanos. A atuação do Furacão foi digna de elogios, mas evidentemente tomou um segundo planos nas declarações após o jogo.

"Vimos somar pontos no Morumbi, poderíamos sair com a vitória hoje, criamos chances, e aquele lance do segundo gol deles o Washington ajeitou a bola com a mão, o juiz estava de frente para o lance e deixou passar. O gol acabou saindo. Viemos aqui e, além de marcar, nós jogamos. Mostramos que podemos somar pontos contra as equipes grandes", disse Marcinho, sem esquecer de uma penalidade sofrida no início do jogo.

"Foi pênalti. Cheguei antes do Miranda na bola e ele acertou a minha perna. É assim mesmo, quando você joga com equipes grandes eles (árbitros) têm medo de dar (as faltas)", alfinetou o camisa 10 atleticano. Outro que ficou bastante chateado com os erros do juiz foi o zagueiro Rhodolfo.

"Nosso time estava bem, até melhor do que o São Paulo, vir e jogar no Morumbi não é fácil. Infelizmente tomamos um gol em impedimento no final. O juiz ajuda eles aqui. Agora é pensar em vencer o Náutico e ficar mais no meio da tabela", declarou o zagueiro. Além das mesmas críticas dos companheiros, os volantes Rafael Miranda e Chico fizeram outras ponderações sobre a partida.

"Faltou nós cadenciarmos o jogo, ficar mais com a bola no pé, encaixar contra-ataques. Mostramos que podemos jogar bem fora de casa", comentou Miranda. "A equipe está de parabéns, mas temos muito o que melhorar", completou Chico.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]