Equipe de Robinho até saiu na frente, mas acabou sucumbindo no final da partida fora de casa | Keld Navntoft / AFP
Equipe de Robinho até saiu na frente, mas acabou sucumbindo no final da partida fora de casa| Foto: Keld Navntoft / AFP

O Manchester City esteve muito próximo de uma importante vitória na terceira fase da Copa da Uefa, nesta quinta-feira, na Dinamarca. O clube inglês, dos brasileiros Robinho e Elano, vencia o Copenhague até os acréscimos do segundo tempo, quando levou o gol que empatou a partida em 2 a 2.

Mesmo tendo decepcionado os jogadores do City, o resultado não é ruim. Na partida de volta, na próxima quinta, os ingleses precisam de vitória simples, ou empate por 0 a 0 ou 1 a 1 para avançarem às oitavas-de-final.

O time inglês abriu o placar aos 29 minutos da primeira etapa, em uma falha do goleiro Jesper Christiansen. O dinamarquês não conseguiu segurar um chute fraco do zagueiro Nedum Onuoha, da entrada da área.

Maior estrela do City, Robinho teve atuação apagada. E, para piorar, ainda teve de assistir a outro brasileiro, do Copenhague balançar as redes. O atacante Ailton Almeida, ex-Atlético-MG e Tupi-MG, marcou de cabeça, após cobrança de escanteio, aos 11 da segunda etapa.

Cinco minutos depois, o meia Stephen Ireland aproveitou cruzamento de Shaun Wright-Phillips pela ponta direita e chutou, agora sem chances para o goleiro Christiansen. A vantagem durou até os 46, quando o meia Martin Vingaard empatou, dando esperança aos dinamarqueses para a partida de volta.

Jogando em casa, o Shakhtar venceu o Tottenham por 2 a 0, com grande atuação do meia Jadson, ex-Atlético-PR. O clube ucraniano - que também tem no elenco os brasileiros Fernandinho, Jádson, Ilsinho, Luiz Adriano e Willian - construiu o resultado na segunda etapa.

Aos 33 minutos, Jadson cobrou falta na área e o atacante Evhen Seleznyov completou de cabeça. Dez minutos depois, o brasileiro tabelou na entrada da área e passou por dois marcadores para fazer o segundo.

Já a Udinese foi à Polônia e empatou com o Lech Poznan por 2 a 2. O resultado foi bom para a equipe italiana, mas poderia ser ainda melhor. Os visitantes abriram o placar aos 5 minutos do segundo tempo, com Quagliarella, e ampliaram aos 10, após gol contra do colombiano Manuel Arboleda.

Mas nos minutos finais, o time polonês reagiu com dois gols de sul-americanos. O peruano Hernán Rengifo diminuiu aos 36, e Arboleda redimiu-se da falhar ao empatar, três minutos depois.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]