i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
AUTOMOBILISMO

Mercedes ignora rivais na largada do GP da China

Favoritismo da escuderia inglesa contagia os boxes na quarta prova da temporada. Adversários tentam se reconstruir

  • PorDa Redação, com agências
  • 18/04/2014 21:04
Sebastian Vettel, da Red Bull: tetracampeão em crise, mas otimista | Reuters
Sebastian Vettel, da Red Bull: tetracampeão em crise, mas otimista| Foto: Reuters

A largada para o GP da China só será dada na madrugada deste domingo, a partir das 4 horas (de Brasília), mas no paddock de Xangai todos já parecem conformados com mais uma vitória da Mercedes. Até agora o time alemão se mostrou imbatível. Foram três vitórias (duas delas com dobradinha), três poles – a quarta seria definida na última madrugada –, três voltas mais velozes nos GPs e a liderança nas 170 voltas já disputadas.

Nico Rosberg, que lidera o Mundial com 61 pontos, como Lewis Hamilton, o vice-líder com 50, não fazem questão nenhuma de rejeitar o papel de favoritos para vencer a corrida em Xangai. "Sei que a chance de ganhar existe e muito provavelmente meu único rival vai ser o Lewis", disse Rosberg. Caso a Mercedes saia vitoriosa, será a primeira vez que uma equipe ganhará as quatro primeiras etapas desde a Renault em 2005.

Enquanto a Mercedes se deleita com sua superioridade, a Ferrari tenta se recompor. Em sua estreia como novo chefe da escuderia, o italiano Marco Mattiacci afirmou que a equipe vai brigar para tirar o atraso. "Não vamos nos render. Nosso objetivo é reduzir o máximo possível a diferença com a Mercedes, que lidera neste momento. E não será uma tarefa fácil", afirmou Mattiacci. "Vamos para a quarta corrida, e estamos muito perto da prova para fazer mudanças. Mas o automobilismo tem muitas variáveis, que podem influenciar em uma volta, em uma prova, e até em um campeonato."

Ontem, Fernando Alonso e Kimi Raikkonen encontraram o novo chefe pela primeira vez, antes do início dos treinos livres. Mattiacci substitui Stefano Domenicali, que dirigiu a equipe nos últimos seis anos e pediu demissão após o começo ruim da escuderia. Até agora, o espanhol conseguiu os melhores resultados da Ferrari no Mundial: dois quartos lugares (Austrália e Malásia). Mattiacci trabalha na Ferrari há 14 anos, e era chefe da divisão da montadora para a América do Norte. Baseado em Nova York, liderava a divisão que vendia carros esportivos para o maior mercado consumidor da marca. Será sua estreia na área de competições da montadora, da qual a equipe de Fórmula 1 faz parte.

O alemão Sebastian Vettel, tetracampeão pela Red Bull, segue tentando encontrar o caminho de volta para as primeiras posições – só subiu ao pódio uma vez em 2014 e é o 6.º colocado com 23 pontos. Na China, o discurso chega a ser otimista. "Ainda há muito a fazer porque não estou onde gostaria, mas fizemos alguns progressos", resumiu.

Ao vivoGP da China, às 4 h (domingo), na RPC TV.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.