Ex-goleiro Neneca morreu aos 67 anos em Londrina, sua cidade-natal, neste domingo (25) | Roberto Custódio/Jornal de Londrina
Ex-goleiro Neneca morreu aos 67 anos em Londrina, sua cidade-natal, neste domingo (25)| Foto: Roberto Custódio/Jornal de Londrina

Morreu neste domingo (25), em Londrina (PR), o ex-goleiro Neneca, aos 67 anos. Ele lutava contra um câncer na medula desde novembro de 2014, quando descobriu a doença.

O corpo de Neneca será velado em Londrina, que é sua cidade-natal, durante todo o domingo e sepultado nesta segunda-feira (26), a partir das 10h, no Cemitério Padre Anchieta.

Neneca fez história no Londrina, onde jogou de 1981 a 1984 e encerrou sua carreira em 1986. Ainda em 1981, conquistou o Campeonato Paranaense com o Tubarão.

Antes disso, havia defendido a Portuguesa Londrinense e o extinto Paraná Esporte Clube.

Sua maior conquista, no entanto, foi no Guarani. Neneca era o primeiro da escalação do maior título da história do clube, o Campeonato Brasileiro de 1978, com vitória por 1 a 0 sobre o Palmeiras na final.

À frente dele, jogavam Mauro, Gomes, Edson e Miranda; Zé Carlos, Renato e Zenon; Capitão, Careca e Bozó, comandados pelo técnico Carlos Alberto Silva.

Em seu site oficial, o Guarani emitiu nota em que lamenta a morte do ex-jogador.

"O Guarani Futebol Clube vem manifestar seu mais profundo pesar pelo passamento neste domingo, 25 de Janeiro, de um dos maiores ídolos da história bugrina, o ex-goleiro Neneca. Além de jogar pelo Bugre, também atuou por um longo período como preparador de goleiros das Categorias de Base do Clube. Com os mais sinceros votos de pesar à família do grande Neneca, o Guarani se despede do homem e eterniza mais um ídolo em sua história!", diz parte da nota.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]