i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Londres-2012

Giggs pede a galeses que não vaiem hino britânico

Organização teme constrangimento durante a execução de "Deus Salve a Rainha" na partida decisiva contra o Uruguai, em Cardiff

  • PorReuters
  • 30/07/2012 10:20

O capitão da seleção britânica, o galês Ryan Giggs, espera que os torcedores não vaiem o hino nacional britânico na quarta-feira (1º) quando jogarem sua partida decisiva no grupo, contra o Uruguai, no País de Gales.

O hino pode ter uma resposta fria em Cardiff devido à oposição da Associação de Futebol do País de Gales à ideia de um time britânico. A associação compartilha com os escoceses e os norte-irlandeses o receio de que o conceito possa prejudicar sua independência dentro da Fifa, o órgão que comanda o futebol mundial. Muitos torcedores galeses, irlandeses e escoceses sentem-se da mesma forma. As quatro partes do Reino Unido, incluindo a Inglaterra, competem como times individuais em campeonatos internacionais não-olímpicos.

Alguns jogadores galeses, incluindo Giggs, não cantaram o "Deus Salve a Rainha" antes da partida de domingo, ou no jogo de abertura contra o Senegal, na quinta-feira (26). Giggs, que nasceu em Cardiff e marcou o primeiro gol da Grã-Bretanha sobre os Emirados Árabes na vitória de 3 a 1 no domingo, espera que os fãs galeses não vaiem o hino mesmo que, em uma explicação um tanto complicada, tenha afirmado que não cantou o hino por motivos pessoais.

"É uma coisa pessoal. O hino britânico é o mesmo para galeses, escoceses e ingleses", disse. "É difícil, mas não é uma questão para nós. Pode ser para outras pessoas, mas, uma vez que o jogo começa, estamos todos indo na mesma direção e eu acho que isto é o mais importante."

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.