Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE
  1. Home
  2. Esportes
  3. Palmeiras volta a cair 10 anos depois de ser rebaixado

brasileiro

Palmeiras volta a cair 10 anos depois de ser rebaixado

O clube havia caído para a Segundona pela primeira vez em 2002, após uma derrota para o Vitória, em Salvador

  • agência estado
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

Uma década se passou e o Palmeiras está no mesmo lugar de 10 anos atrás: na segunda divisão do Campeonato Brasileiro. E se o clube espera aproveitar a passagem pela Série B para se reestruturar, terá que aprender com os próprios erros, apresentados seguidamente de 2003 para cá.

Outros clubes grandes passaram pelo drama de deixar a elite do futebol brasileiro rumo à segunda divisão e a maioria deles conseguiu dar a volta por cima não apenas com o título da Série B, mas também com um renascimento. O exemplo mais emblemático é o arquirrival Corinthians, campeão da Copa do Brasil, do Brasileirão e da Libertadores nos quatro anos seguintes à disputa da segunda divisão. A Série B fez bem ao marketing corintiano, que soube se aproximar do torcedor, lucrar com isso e aproveitar para fazer investimentos pesados na equipe.

O exemplo do Corinthians, porém, está longe de ser o único. O Vasco seguiu o mesmo caminho, campeão da Copa do Brasil dois anos depois de vencer a Série B. O Coritiba quase atingiu o mesmo feito e, depois de cair em 2010, acumulou o vice-campeonato da Copa do Brasil nos dois últimos anos. O Grêmio, que jogou a segunda divisão de 2005, caminhou até ser vice-campeão da Libertadores duas temporadas depois.

Com o Palmeiras pouca coisa mudou depois da Série B e a conquista da Copa do Brasil deste ano parece ter sido só a exceção que confirma a regra. Um dos sintomas da situação que dura uma década é o aproveitamento das categorias de base. Os dois últimos grandes jogadores revelados internamente, Vágner Love e Diego Cavalieri, estavam no elenco da Série B de 2003. Depois deles, o clube não revelou mais ninguém de peso.

Até na formação do elenco as coincidências. O mesmo Corrêa que ajudou o time a conquistar o título da Série B de 2003 foi contratado agora - depois de passagens apagadas por Flamengo e Atlético Mineiro - para tirar o Palmeiras da zona de rebaixamento, sendo ineficiente neste processo.

As ferramentas para o Palmeiras se reerguer estão prontas para serem usadas. Uma delas é a inauguração da Arena Palestra, o que deverá acontecer durante a disputa da Série B, no segundo semestre de 2013. O atrativo do estádio novo deve levar mais torcedores à nova casa palmeirense e pode impulsionar a campanha do time e também as receitas do clube.

A torcida também tem um novo ídolo. Assim como foi com Marcos em 2003, os palmeirenses acreditam que Barcos possa continuar para jogar a Série B, colocando seu nome na história do clube e liderando a campanha na segunda divisão. Além disso, o clube finalmente deu chance às suas categorias de base, tanto que teve Patrik Vieira, Bruno e João Denoni como titulares no Brasileirão. E tudo isso pode acontecer sob uma nova diretoria. A eleição presidencial está marcada para o início do ano que vem.

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE